quarta-feira, maio 22, 2024
Home News Instituto Ética Saúde apoia FenaSaúde em denúncia de fraudes contra planos de saúde

Instituto Ética Saúde apoia FenaSaúde em denúncia de fraudes contra planos de saúde

por Redação
0 comentário

O Instituto Ética Saúde (IES) emitiu comunicado de apoio incondicional à Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) — membro do conselho consultivo do IES — pela denúncia formalizada, no dia 13, à Promotoria de Justiça Criminal do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de São Paulo, em que aponta fraudes de expressivos e relevantes valores em detrimento das operadoras de planos de saúde.

De acordo com a FenaSaúde, empresas de fachada estão sendo criadas com o intuito de contratar planos e fazer pedidos de reembolsos em larga escala. A apuração feita pelas operadoras associadas à federação —que representa 14 grandes grupos de planos de saúde do país, responsáveis por 41% dos beneficiários do mercado — reúne documentos notas fiscais e informações que endossam a denúncia de crime.

Conforme a notícia-crime, foram apresentadas notas fiscais para pedidos de reembolso que atingem aproximadamente R$ 40 milhões. Ao todo, foram identificadas 179 empresas contratantes de fachada, 579 beneficiários e 34.973 solicitações de reembolsos.

O trabalho realizado pela FenaSaúde, segundo o IES, é um grande feito no combate às práticas antiéticas no setor, visto que, o esquema onera as prestações de serviço de saúde suplementar, ocasionando prejuízo as operadoras, o que reflete de forma direta dano a segurança do paciente.

As operadoras de saúde desempenham atividades de suma importância na qualidade de vida dos segurados e significativa contribuição para o sistema de saúde como um todo, sendo assim, a sustentabilidade efetiva do segmento é peça fundamental para melhoria contínua dos serviços.

“É inadmissível qualquer forma de fraude que possa gerar prejuízo na prestação do serviço da saúde suplementar. O principal motivo desses atos ilícitos é a ausência de mecanismos efetivos de controle e transparência, seja para prevenir ou combater as fraudes”, diz o comunicado.

O IES diz que busca trabalhar sempre em prol da transparência e integridade nas relações econômicas do setor da saúde, com o propósito de combater veementemente todas as práticas ilícitas que possam gerar qualquer tipo de prejuízo para o sistema de saúde do país. “Apontamos também que o engajamento do paciente beneficiário da saúde suplementar é de suma importância, contribuindo no controle e denunciando as práticas desonestas em desfavor das operadoras de seguros de saúde.”

Para o IES, o trabalho da FenaSaúde, que descobriu o esquema criminoso de fraude, se mostra muito mais importante do que uma ação que busca defender os interesses das operadoras representadas. “Ele deve ser apoiado largamente por todo setor, pois, a sustentabilidade financeira das operadoras de planos de saúde gera grandes benefícios para toda cadeia econômica da saúde, bem como para o prolongamento e qualidade de vida do paciente.”

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside