quarta-feira, abril 17, 2024
Home News União Química entra em mercado de pediatria com medicamento para náusea e vômito

União Química entra em mercado de pediatria com medicamento para náusea e vômito

por Claudiney Santos
0 comentário

A União Química Farmacêutica, multinacional com capital 100% nacional, anuncia sua entrada no segmento de medicamentos antieméticos único no mercado, para enjoos, náuseas e vômitos. A novidade é o Ondset (ondansetrona) solução oral, trabalhado pela unidade de negócio Genom/Hospitalar, indicado para todas as idades. Com o lançamento, a farmacêutica também entra no mercado de pediatria, um novo segmento de atuação.

O medicamento é o primeiro a ser lançado na apresentação de solução oral líquida. Outra novidade para o segmento é a ausência de aromas, corantes, açúcares e sabor residual.

Além da apresentação líquida, a companhia também leva ao mercado a opção sólida (comprimido oro dispersível) e o genérico do medicamento. O mercado de ondansetrona cresceu 17.3% em valores nos últimos 12 meses.

Para o presidente da União Química, Fernando Marques, o lançamento faz parte da estratégia da empresa de ampliar o portfólio em 2023. “Iremos atingir uma nova fatia de um mercado muito promissor, que é a pediatria, com uma necessidade que até hoje não era atendida. Ampliamos a equipe de promoção médica para levarem promoção para 12 mil pediatras.”

“Foram 24 meses de pesquisa para o desenvolvimento das novas apresentações que atendem todas as propriedades fisioquímicas e microbiológicas, para garantir a eficácia e segurança. Quando falamos de um quadro de náusea e vômito, trazer uma apresentação com sabor neutro e com uma aplicação facilitada ao público que tem dificuldade de deglutição, essa inovação muda a história e facilita a adesão da ondansetrona aos pacientes que necessitam” Paula Melo – Vice-Presidente de Inovação, Qualidade e Assuntos Regulatórios da União Química.

“Foram mais de 2 anos dedicados a pesquisa, testes e fabricações de lotes para o desenvolvimento destas novas apresentações, que cumprem com todos os requisitos de qualidade, segurança e eficácia, além de entregar importantes diferenciais para o mercado. A nova forma farmacêutica, líquida, sem açúcar e sem sabor residual, permitirá que o tratamento atinja uma nova parcela de pacientes, como idosos, crianças e outros grupos com dificuldade de deglutição. Essa inovação muda a história e facilita a adesão da ondansetrona a estes pacientes que necessitam.” Paula Melo, Vice-Presidente de Inovação, Qualidade e Assuntos Regulatórios da União Química.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside