GestãoNewsletter

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina amplia segurança de dados

0

Investir cada vez mais na segurança dos dados é uma necessidade, em tempos em que se observa um crescimento exponencial de ataques cibernéticos às instituições. Atenta à essa realidade, a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), com 32 mil funcionários, e que é composta por várias organizações do setor médico dos estados de São Paulo e Minas Gerais, escolheu Brasoftware, um dos principais provedores de tecnologia do mercado, para apoiá-los em um projeto que elevasse o nível de segurança do seu parque tecnológico.

Hoje a SPDM atua fazendo a gestão de serviços, especialmente do Sistema Único de Saúde de São Paulo e Minas Gerais, com direcionamento ao tratamento e prevenção de doenças, incluindo todo o agendamento de consultas e exames laboratoriais. De acordo com a instituição, são 50 centros, 3.600 leitos administrados e uma média de 250 mil consultas por mês. Garantir a total segurança destas informações, prevenir eventuais ameaças, e criar uma estratégia de alerta automatizada e usando recursos como inteligência artificial era algo crucial para companhia. Nesse sentido, a Associação escolheu o EDR Optimum, da Kaspersky, uma solução que oferece proteção avançada e direta contra ameaças complexas, prevenindo incidentes e possíveis roubos de dados.

Segundo Brenno Martins, gerente corporativo de TI da SPDM, com a solução anterior havia dificuldades de gerenciamento e uma necessidade maior de intervenção humana após a identificação de uma ameaça ao ambiente. “Com o Kaspersky EDR Optimum, conseguimos mapear um risco e eventuais vulnerabilidades com mais facilidade, pois a solução conta com recursos de Inteligência Artificial, corrigindo muitas das falhas automaticamente. Isso trouxe um ganho de produtividade muito grande ao time, que agora pode se dedicar a outras questões internas. Temos cerca de 20 mil pessoas conectadas em nossos sistemas e a solução se mostrou extremamente autossuficiente, foi a melhor opção custo-benefício, além de ter trazido ganhos relacionados a governança”.

Todo o trabalho de criação do ambiente e migração foi implementado em apenas dois meses, um desafio para a Brasoftware, empresa eleita por meio de processo licitatório da SPDM: “Um dos maiores desafios foi a complexidade do ambiente da Associação, pois, além de possuir informações sensíveis, com dados de pacientes, eram várias unidades envolvidas e muitos usuários. Qualquer indisponibilidade poderia resultar em um grande transtorno para a SPDM e para os pacientes do SUS. Apesar do desafio, a implementação da solução foi um sucesso, sem nenhum impacto para o negócio do cliente”, afirma Igor Scarpa, executivo de produtos da Brasoftware.

A implementação foi feita por unidades, começando pelas mais complexas, e focando nos servidores do datacenter, onde está o core business da entidade. Na sequência vieram os hospitais, laboratórios e unidades menores, consecutivamente.

A SPDM vem investindo cada vez mais em projetos de segurança, buscando soluções modernas no mercado para proteger continuamente os dados dos pacientes e colaboradores, e se adequar a LGPD: “A Brasoftware está ajudando também a maximizar os recursos da plataforma. O antivírus é um dos pilares do projeto de segurança que temos aqui e nosso próximo passo é aplicar o Kaspersky EDR Optimum para cerca de 1.100 dispositivos móveis”, pontua Brenno.

Mais de 40 entidades de Saúde se comprometem com a ética no setor

Artigo anterior

LGPD: Saiba se sua empresa corre o risco de sofrer sanções

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Gestão