ArtigosNewsletter

Índia: uma grande aposta nas áreas de saúde e de dados

0

A Índia faz uma grande aposta nas áreas de saúde e de dados: o governo divulgou planos prevendo que cada indiano passará a ter um cartão de saúde, que permitirá acessar todas as informações médicas do cidadão, a serem armazenadas em uma grande base de dados. Esse cartão vem sendo chamado, em inglês, Health ID, algo como Identidade de Saúde.

Médicos, hospitais e farmácias deverão registrar nessa base de dados todas as informações sobre consultas, procedimentos, prescrições e compras de remédios. Em tese, é uma ideia interessante, pois ao atender alguém, o médico terá acesso imediato ao histórico do paciente, tornando o atendimento mais ágil e evitando riscos como o de prescrição de medicamentos que entrem em conflito com outros ou aos quais o paciente seja alérgico.

Há alguns pontos acerca dos quais são necessários cuidados, especialmente os ligados à privacidade e segurança dos dados; se esses aspectos não forem muito bem pensados, os cidadãos podem vir a sofrer sérios problemas.

Ainda não se fala em prazos para que o sistema entre em operação, mas os planos são ambiciosos: diz-se que, em três anos, todas as cidades e vilarejos do país estarão conectados por fibra ótica, o que é um dos fatores cruciais para o sucesso do ID Health.

A Índia é duramente atingida pela covid-19 e o sistema certamente não estará em funcionamento a tempo de ajudar no combate a essa pandemia, mas poderá ser muito útil no enfrentamento de situações similares.

De qualquer forma, implantar um sistema como esse e a infraestrutura necessária em um país que tem 1,4 bilhão de habitantes e uma área de 3,3 milhões de quilômetros quadrados, é um imenso desafio.

Vivaldo José Breternitz, doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Empresa curitibana monitora trabalhadores brasileiros e mexicanos com sintomas suspeitos da COVID-19

Artigo anterior

Projeto alemão usa drones para aplicações médicas

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Artigos