NewsNewsletter

Tecnologia ajuda hospitais filantrópicos a democratizar acesso à saúde

0

Fundada no Brasil há quatro anos pela CEO, Jihan Zoghbi (foto), a startup Dr. TIS faz parte do cotidiano de mais de 250 hospitais e clínicas espalhados por 20 estados brasileiros. A presença em todas as regiões do país permite à empresa conhecer a realidade dos serviços prestados no Brasil — especialmente no que se refere às instituições filantrópicas. Um dos principais gargalos a serem vencidos é o acesso à saúde de forma democrática, ágil e com qualidade, independentemente da localização geográfica.

“O propósito que move a Dr. TIS é aproximar pacientes dos melhores médicos e hospitais, independentemente de onde estejam. A telemedicina é uma grande aliada neste processo, tanto que durante a pandemia mais de 7,5 milhões de consultas foram realizadas por 52 mil médicos em nosso país”, salienta Jihan, ao lembrar que mais de 30 milhões de pessoas devem buscar atendimento nesta modalidade ainda em 2022. “A tecnologia ajuda a desafogar as emergências e pronto-atendimentos”, reforça a CEO, ao citar números divulgados recentemente pela Associação Saúde Digital Brasil.

Entre os parceiros atendidos pela Dr. TIS está a Santa Casa de Porto Alegre, que somente em 2021 realizou 585.280 consultas, sendo 4,3% por telemedicina (25.169 consultas), em especialidades como dermatologia, infectologia, oncologia clínica, ortopedia e traumatologia, além de Telecovid. A abrangência desse hospital chega a 336 cidades gaúchas, dentro do Sistema Único de Saúde (SUS), com alto grau de resolutividade.

Dados de saúde roubados valem mais que informações bancárias na dark web

Artigo anterior

Saúde e comunidades de cuidado conectadas são a base da sustentabilidade

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News