InovaçãoNewsNewsletter

Teste americano que detecta coronavírus em sete minutos chega ao Brasil

0

A Orbitae, empresa de diagnósticos humanos e forenses, acaba de trazer para o Brasil o Instant View Plus Covid-19 Ag View Alfa Test, da americana Alfa Scientific. Um teste que possibilita a identificação do vírus em apenas sete minutos e no momento inicial da doença, ou seja, três dias após a manifestação dos sintomas ou a partir do terceiro dia de contato com pessoas infectadas.

“O quanto antes for possível identificar a presença do vírus no organismo, menor a chance de propagação da doença e mais rápido a pessoa contaminada poderá ser tratada. E quanto mais rápido o tratamento iniciar, melhor será resposta à intervenção médica”, destaca Rodrigo Silveira, diretor da Orbitae.

Segundo o executivo, o teste apresenta uma taxa de sensibilidade e especificidade acima dos 92%. “Esse percentual mostra a alta precisão do exame, o que reduz as chances de um resultado falso-negativo, ou seja, um registro negativo, enquanto na verdade é positivo”, diz.

Como funciona

O exame deve ser feito por um profissional da saúde que por meio da coleta de amostras de secreção do nariz, com o swab, um cotonete especial, a partir do terceiro dia de sintomas ou do contato com pessoas infectadas. Depois, o material coletado é depositado em um tampão, uma espécie de extrator, que separa o conteúdo e é adicionado no dispositivo de testagem. Ele, se assemelha ao teste RT-PCR, uma testagem molecular que analisa o DNA do vírus, porém as amostras não precisam ser encaminhadas para análise em equipamento específico. O que reduz gastos e, principalmente, o tempo de espera para o resultado.

“O instrumento de análise é semelhante ao de um teste de gravidez, se o paciente está infectado ou não pelo coronavírus é indicado por meio de linhas que aparecem no visor”, explica Rodrigo.

Outro teste comercializado pela Orbitae é o COVID-19 Instant View, também produzido pela Alfa Scientific. Ele identifica a presença de anticorpos no organismo, ou seja, se a pessoa já teve contato com o patógeno da doença, mesmo que não esteja com sintomas ou contaminada no momento do exame. Essa testagem é feita por meio da coleta de sangue, picada no dedo ou punção venosa, que é misturado com um reagente que consegue fazer a detecção dos anticorpos.

“A diferença entre esses dois testes americanos está no tipo de análise que é feita. O  Instant View Plus Covid-19 Ag View Alfa Test (antígeno), consegue averiguar a presença do vírus ativo no início dos sintomas, enquanto o  COVID-19 Instant View (anticorpos) detecta se a pessoa teve contato com o vírus em algum momento, nesse caso, a pessoa não precisa ter sintomas e o teste deve ser feito a partir do décimo dia de contato com uma pessoa infectada”, esclarece.

Projeto inovador usa telemedicina em UTI Virtual

Artigo anterior

Congresso Nacional mantém CFM como responsável pela regulamentação da telemedicina no pós-pandemia

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar