NewsNewsletter

Escola de Jundiaí trabalha cuidado com saúde mental dos alunos durante a pandemia

0

A saúde mental tem sido motivo de preocupação nesse período de isolamento social. Com isso em mente, a Escola Divina Providência, de Jundiaí (SP), criou uma rede de apoio para seus alunos por meio da plataforma de colaboração e comunicação Microsoft Teams. Com ela, os estudantes trocam experiências sobre autocuidado com a mente e o corpo, e são incentivados pelos professores a gerar conteúdo zelando pela sua própria saúde e de seus familiares.

Com o conceito de colocar o aluno no centro do processo de educação, a escola convidou seus estudantes a produzirem vídeos ou conteúdos mostrando formas de se cuidar, bem como atividades que podem ser feitas em casa, a fim de manter uma rotina saudável. Tanto as produções, quanto as trocas e discussões são feitas via Microsoft Teams com toda a classe. “Nossa professora de orientação segue trabalhando esse tema com os alunos e alguns exemplos são eles ensinando a fazer origami como uma atividade terapêutica, ou explicando para avós e parentes a necessidade do isolamento social”, comenta Elisabete Rampini, coordenadora pedagógica da Escola Divina Providência.

Desde o isolamento social os mais de mil alunos e professores do Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e Ensino Médio mantêm seus horários normais, conforme estipulado no calendário acadêmico, remotamente. “As classes são feitas ao vivo por videoconferência, mas alguns docentes também gravam e disponibilizam vídeos com conteúdo que devem ser acessados antes ou depois do período de aula para discussão via chat no Teams”, explica Rampini.

Os estudantes são organizados por turmas e os materiais por disciplinas na plataforma. Os alunos conseguem, ainda, criar e editar documentos simultaneamente, o que facilita o trabalho em grupo e a troca de conhecimento.

Já no Ensino Fundamental I (1º ao 5º), os estudantes recebem na plataforma toda a programação semanal de atividades ou vídeo-aulas. Assim, cada criança pode realizá-las a qualquer momento, de acordo, também, com a rotina dos pais.

“Os alunos se adaptaram rapidamente ao modelo desde que começamos a ficar 100% remotos, também porque já utilizávamos o Teams em sala de aula. Estamos fazendo o possível para que nossos estudantes consigam manter a rotina de forma a não prejudicar o ensino a curto, médio ou longo prazo”, finaliza a coordenadora.

Pesquisa revela sentimentos e novos hábitos dos brasileiros diante da pandemia do Covid-19

Artigo anterior

Os impactos da LGPD na desospitalização

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News