NewsNewsletter

Unimed Goiânia implanta novo conceito de UTI neonatal em hospitais

0

Desde dezembro do ano passado, a Unimed Goiânia firmou parceria com a PBSF – Protecting Brains & Saving Futures para estabelecer em seus hospitais credenciados e oferecer para seus associados de plano de saúde o conceito de UTI neonatal neurológica. De lá para cá cinco hospitais — Maternidade ELA, Hospital da Criança, Hospital Premium, Maternidade Amparo e Hospital Infantil de Campinas — já adotaram o conceito, e o sexto hospital, Hospital Santa Bárbara, deve iniciar em breve a implantação.

Todos esses hospitais têm o apoio de profissionais altamente especializados no manejo de cuidados intensivos neurológicos e acompanhamento de monitorização cerebral contínua através da metodologia vídeo aEEG/EEG, por intermédio de telemedicina, através de uma central de vigilância e inteligência localizada na cidade de São Paulo.  

Já no primeiro trimestre de funcionamento da parceria, mais de 50 pacientes já foram beneficiados, com mais de 2.500 horas de monitorização e grandes casos de sucesso. 

Com a finalidade de aprimorar ainda mais a assistência aos recém-nascidos de Goiânia e região, as equipe clínicas dos hospitais que adotaram o conceito, junto com a Sociedade Goiânia de Pediatria, resolveram oferecer a todos os profissionais envolvidos dois cursos de capacitação que serão realizados na cidade, e mais uma vez a PBSF foi chamada para auxiliá-los. 

Nos próximos dias 29 e 30, a equipe da PBSF – Protecting Brains & Saving Futures, em parceria com a Sociedade Goiânia de Pediatria realizará  em Goiânia o workshop “UTI Neonatal Neurológica, da Teoria a Prática Clínica” e o curso de capacitação em asfixia neonatal para todos os profissionais de saúde envolvidos no cuidado com o recém-nascido, desde a sala de parto até a UTI neonatal.  

Em especial, o curso de capacitação em asfixia neonatal aborda a assistência na sala de parto e avaliação inicial do paciente com possível asfixia, ainda que leve, a abordagem inicial e fluxograma para melhor condução desses pacientes. A participação de todos os profissionais de saúde que assistem o recém-nascido é de extrema importância para o reconhecimento, avaliação clínica, encaminhamento para monitoramento em UTI neonatal e então tratamento precoce nos casos em que a hipotermia terapêutica está indicada, devendo ser iniciada nas primeiras seis horas de vida. 

“É com grande prazer que voltamos a Goiânia para realizar treinamento e capacitação das equipes. Este é um trabalho fundamental na região e em parceria com a Unimed para a melhoria da qualidade assistencial, prevenindo lesões cerebrais em bebês de alto risco”, diz o doutor Gabriel Variane, fundador da PBSF.

As inscrições podem ser feitas no site da plataforma educacional PBSF: https://pbsfeducacional.com.br/, sendo possível inscrever-se em somente um dos cursos ou nos dois cursos (opção: Pacote). 

Sistema de saúde municipal tem melhorias após pesquisa com usuários

Artigo anterior

ToLife recebe aporte de R$ 4 milhões para ampliar portfólio de soluções de saúde

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News