NewsNewsletter

Cuidar.me oferece planos digitais por faixas etárias e preços 40% mais baratos

0

A cuidar.me, healthtech que une a especialidade dos principais grupos hospitalares da Grande São Paulo com uma operação tecnológica, está oferecendo planos de saúde digitais divididos por faixas etárias e preços 40% mais baratos do que a média oferecida no mercado.

Com estratégia diferente de outras operadoras, que focam apenas em planos para quem tem CNPJ, a cuidar.me também oferece planos individuais, com contrato direto no CPF e uma rede hospitalar composta por unidades de saúde como o Hospital Alemão Oswaldo Cruz Vergueiro, Hospital Samaritano Paulista e o Hospital e Maternidade Santa Joana. As opções de planos variam de acordo com a necessidade de cada beneficiários.

De acordo com a empresa, o contrato é realizado em poucos minutos de forma totalmente digital, sem burocracia, taxa de adesão ou multa por cancelamento. Entre as facilidades disponíveis no aplicativo da cuidar.me estão o acesso rápido à carteirinha, consulta da rede credenciada e o uso do serviço de telemedicina 24 horas.

A operadora surgiu com a proposta de atender uma parcela da população que hoje depende do SUS (Sistema Único de Saúde) e pessoas que não querem mais arcar com um plano de saúde privado tradicional. “Atualmente, apenas 23% da população possui planos de saúde, ou seja, o Brasil tem mais de 165 milhões de pessoas desassistidas. Queremos oferecer acesso à saúde de qualidade, uma solução simples e eficaz que ajude a população e desafogue o Sistema Único de Saúde”, afirma Dr. Marcus Vinicius, CEO da cuidar.me.

Ainda de acordo com ele, a cuidar.me cobre todos os tratamentos de doenças graves estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde (ANS). “Essa é uma grande vantagem para as pessoas que não conseguem arcar com os custos do plano tradicional. A cobertura as mantém protegidas no caso de qualquer acidente ou necessidade de pronto atendimento. Outro benefício está na cobertura obstetrícia, já que todos os nossos planos oferecem a rotina e os procedimentos que uma mãe precisa”, explica Vinicius.

A solução oferece todos os serviços de um plano de saúde com cobertura hospitalar: acesso a prontos-socorros com profissionais de ponta, internações, UTI, cirurgias de urgência ou eletivas e consultas ambulatoriais em períodos de internação.

No início deste ano, a cuidar.me anunciou a parceria com o dr.consulta, atualmente o principal investidor da healthtech, e juntos oferecem planos com cobertura ambulatorial. A partir de agora os beneficiários da cuidar.me têm a possibilidade de incluir em seus planos digitais as opções de exames e consultas eletivas ilimitadas em toda a rede de clínicas e laboratórios do dr.consulta. Nessa opção, eles têm acesso a mais de 60 especialidades médicas e outros serviços. Com isso, a previsão da empresa é assistir até 10 mil pessoas até o final do ano. Por enquanto, esse é um serviço oferecido exclusivamente aos usuários da capital e da região metropolitana de São Paulo, Jundiaí e Campinas.

Segundo o fundador e CFO da cuidar.me, Rafael Morgado,  a empresa foi criada com um modelo inovador que permite manter os custos de operações baixos que resulta em um preço de plano acessível ao beneficiário. “Isso acontece porque o tipo de acordo com os prestadores de serviços, chamado verticalização por contrato, favorece uma gestão eficiente pois por meio dele, além de ter alguns gastos compartilhados com os próprios hospitais e parceiros, a cuidar.me garante previsibilidade desses custos e pode, assim, manter um time menor para fazer a gestão dos sinistros (consumo de saúde por parte dos beneficiários)”, explica ele.

Morgado enfatiza que um dos diferenciais da cuidar.me está na forma de gerir os dados de saúde dos beneficiários. A healthtech utiliza essas informações para acompanhar de maneira ativa a saúde de seus clientes o que ajuda na prevenção de doenças e consequente aumento dos custos hospitalares.

Invest Tech faz seu segundo investimento na área de saúde

Artigo anterior

Como o avanço tecnológico tem mudado a atuação dos médicos

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News