NewsNewsletter

Healthtech utiliza IA para desenvolver app voltado à gestação e maternidade

0

A V-Lab, healthtech que oferece soluções de tecnologia com foco em vídeo para saúde diagnóstica e telemedicina, decidiu, neste ano, investir na inteligência artificial (IA) para desenvolver uma ferramenta para a criação de um aplicativo de acompanhamento e acolhimento para gestantes, o App V-Baby.

Para desenvolver o aplicativo, a empresa contou com o apoio do programa Nvidia Inception, oferecido pela empresa de computação gráfica e computação de alto desempenho e inteligência artificial.  Thiago Lima, CEO e fundador da V-Lab, explica como a empresa ingressou no programa Nvidia Inception, e como isso impactou na criação do App V-Baby. “Após observarmos um crescimento na demanda de distribuição e gravação de exames de ultrassom gestacional em 2020 e 2021, decidimos desenvolver um aplicativo que trouxesse ainda mais agilidade a esses processos, mas que também, oferecesse algo exclusivo para as mães”, conta ele.

Segundo Lima, para o desenvolvimento foram utilizados machine learning e redes neurais. “Criamos um algoritmo capaz de detectar os melhores momentos em um exame de ultrassom, gerando clipes do batimento cardíaco, 3D, entre outros. O algoritmo também é capaz de anonimizar os exames, independente da marca e modelo do equipamento. Com o apoio do programa Inception da Nvidia, conseguimos criar al go de ponta e que abre muitas possibilidades para o futuro.”

O programa Nvidia Inception é projetado para auxiliar as startups a evoluírem rapidamente, por meio do acesso à tecnologia qualificada, conexão com venture capital e suporte de co-marketing para aumentar a visibilidade, dessa forma, trazendo suporte em todos os estágios do ciclo de vida da empresa.

“O Nvidia Inception oferece apoio a startups em todas as etapas do ciclo de vida delas e à medida que a startup amadurece, suas vantagens do programa também evoluem para promover o crescimento. A nível global, já passamos de mais de 9 mil startups em todo mundo e no Brasil contamos com negócios não só na área da saúde como também em finanças, segurança, entre outros”, conta Marcio Aguiar, diretor da divisão Enterprise da Nvidia para América Latina.

No caso da V-Lab, participar do programa Nvidia Inception permitiu a escolha e acesso à tecnologia da Nvidia – GPUs em AWS Cloud. Ela foi utilizada para organização de datasets em vídeo estruturados e para exames de ultrassom obstétrico. Utilizando machine learning e redes neurais, a equipe de TI desenvolveu algoritmos que permitem detectar momentos chaves em um exame de ultrassom, e organizar esse dataset para distribuição aos clientes.

“A AWS e a Nvidia já colaboram há mais de dez anos para fornecer continuamente soluções poderosas, econômicas e flexíveis baseadas em GPU. A tecnologia entrega performance com a escalabilidade necessária para um treinamento mais rápido em machine learning, tendo as instâncias P4d do Amazon EC2 na nuvem equipadas com as mais recentes GPUs Nvidia A100 Tensor Core”, conta Aguiar.

Com o software V-Baby, a V-Lab já vinha inovando na transformação digital de exames obstétricos ao dar a possibilidade de transmissão ao vivo, a partir de um link e gravação em nuvem, que pode ser usado até mesmo para obter uma segunda opinião médica, se necessário. Fora a vantagem de eliminar mídias obsoletas de registro, como DVD, exemplificando. E a partir disso, a V-Lab já transacionou o maior volume de exames de ultrasom em vídeo do mundo, com mais 850 mil exames entregues.

Segundo a V-Lab, com menos de um mês de lançamento, o App V-Baby esteve entre os 100 aplicativos mais baixados na categoria saúde, e hoje já tem mais de 9000 usuários cadastrados. Atualmente, a empresa está presente em 14 estados brasileiros, com mais de 220 centros de diagnóstico por imagem integrados, e acaba de anunciar sua internacionalização para os Estados Unidos. Ao total são mais de 800 mil horas de exames gravados, e por mês são mais de 20 mil exames adicionados em sua plataforma.

MV lança aplicativo Prescrição Digital destinado à assistência ao paciente

Artigo anterior

Parceria entre Claro e SleepUp promete facilitar acesso à terapia contra a insônia

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News