NewsNewsletter

Empresa brasileira desenvolve esterilizador capaz de eliminar coronavírus do ar

0

Em recente informe científico a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou o risco de transmissão do novo coronavírus pelo ar, o que aumenta a preocupação com ambientes fechados ou pouco ventilados, situação em que o vírus pode permanecer em suspensão no ar por várias horas e tem potencial de infectar múltiplas pessoas, ainda que não estejam próximas entre si.

Neste cenário, foi anunciado ao mercado a nova linha do SuperAr, esterilizador de ar de alta vazão desenvolvido e produzido pela empresa KIIR, na Incubadora USP/IPEN-Cietec. Originalmente voltado para eliminação de fungos e bactérias e com foco em bibliotecas e arquivos, o aparelho foi aprimorado com sucesso para destruir também o Sars-CoV-2 em suspensão no ar, auxiliando no combate à Covid-19.

A nova linha SuperAr foi projetada para ser usada em ambientes internos, tanto residenciais, como comerciais. Escolas, academias, restaurantes, escritórios, consultórios e hospitais serão atendidos por unidades do SuperAr M25, cujo número necessário varia em função do tamanho e características de cada local. Já os consultórios de odontologia e ambientes com maior exposição a aerossóis concentrados e potencialmente contaminantes, contarão com o SuperAr D30, que possui ducto direcionador e maior capacidade de aspiração.

Eficácia comprovada

A eficácia do SuperAr foi comprovada no Laboratório de Virologia do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pela virologista e professora titular do Instituto de Biologia da Universidade, Dra. Clarice Weis Arns.

O laudo do laboratório da Unicamp, emitido em 03 de julho de 2020, comprova que o equipamento reduz em 99,99% a quantidade de coronavírus em suspensão no ar.

De acordo com Clarice, o mecanismo do aparelho SuperAr aspira o ar ambiente, eleva sua temperatura a 380° graus na câmara de esterilização, por meio de um conversor regenerativo de calor e, em seguida, abaixa a temperatura antes de devolver o ar limpo ao ambiente. “Este processo possui um sistema fechado de calor e aberto para troca de ar e acaba matando os vírus”, afirma a virologista.

Além do teste na Unicamp que demonstrou eficácia para inativar vírus, o SuperAr também fez avaliações bem sucedidas quanto à eliminação de fungos termorresistentes no Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo (USP) e no Instituto Adolfo Lutz.

Características

A linha de esterilizadores SuperAr conta com uma tecnologia 100% nacional para tratamento térmico do ar. Não usa filtros, UV, ozônio ou produtos químicos e não libera substâncias tóxicas. Pode funcionar 24h por dia com pessoas no ambiente, sem riscos à saúde. O equipamento ocupa pouco espaço, é portátil, silencioso, tem baixo consumo de energia e seu interior é autolimpante. Tem vazão de 500L/min (30m³/h) e foi projetado para funcionar 20 mil horas sem manutenção.

Petrobras e IBP abrem terceira onda de inscrições para seleção pública de ventiladores pulmonares

Artigo anterior

UL ajuda a desenvolver tecnologias de armazenamento de vacinas com nova acreditação da OMS

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News