NewsNewsletter

Empresa lança moletons com tecido contra o Covid-19

0

No cenário atual, por conta da pandemia do Covid-19, o conforto, a proteção e a saúde são prioridades na vida das pessoas. Os tempos mudaram, e a moda também. Pensando nisso, a Oriba, marca paulistana de roupas para homens, lança uma linha de moletons com tecnologia antiviral, eficaz contra o Coronavírus. A novidade inclui dois modelos de blusa e uma calça, pensados para reduzir o risco e a velocidade de contaminação durante o inverno.

Desenvolvido pela empresa catarinense Dalila Têxtil, o tecido com acabamento antiviral passou por testes laboratoriais seguindo normativas científicas reconhecidas internacionalmente, como a AATCC 100 (antibacteriana) e ISO18184 (antiviral). A novidade é comprovadamente eficaz contra os vírus envelopados, a exemplo do Coronavírus, Herpesvírus e Influenza, e não envelopados.

A tecnologia por trás do acabamento antiviral utiliza partículas de íon de prata para atrair o vírus, que tem carga oposta, assim promovendo a ruptura da membrana e inibindo o crescimento e a persistência do vírus na malha. Esse mecanismo de ação também bloqueia a ligação do vírus nas células hospedeiras, impedindo que o micro-organismo libere seu material genético no interior, reduzindo a capacidade infecciosa nas células. A prata é utilizada no setor têxtil, devido às suas propriedades ópticas, físico-químicas e biológicas únicas.

O diretor da Dalila Têxtil, André Klein, destaca que essa inovação impacta o mercado da moda para melhor, pelo fato das roupas começarem a unir design e cuidados com a saúde. “Estamos felizes em disponibilizar ao mercado de moda uma malha que possa unir conforto com proteção à saúde, principalmente neste momento de pandemia. A marca Oriba é nosso cliente há algum tempo e sempre nos desafia a buscar as melhores tecnologias, principalmente nas questões de sustentabilidade. E desta vez unimos o algodão orgânico com a tecnologia antiviral, trazendo um produto único no mercado”.

O sócio-fundador da Oriba, Rodrigo Ootani, explica que o objetivo da marca é expandir a linha, visando à proteção dos usuários. “Estamos desenvolvendo outras peças, sempre com a premissa de dar preferência na aplicação da tecnologia antiviral em peças que usamos bastante no dia a dia, que estão mais expostas ao vírus e que lavamos com menos frequência. Dessa maneira, as pessoas podem se sentir mais seguras ao chegar em casa e não terem que necessariamente trocar de roupa antes de entrar e lavá-las sempre que usarem, economizando água e energia como consequência”, afirma.

Linha Antiviral Oriba

As peças da Linha Antiviral da Oriba são feitas de algodão orgânico com certificado GOTS (Global Organic Textile Standard) e levam o aditivo que desativa vírus e bactérias em até 1 minuto após o contato. Os testes foram feitos pelos laboratórios de virologia aplicada da Universidade Federal de Santa Catarina e da Universidade Estadual de Campinas, garantem a eficácia de 99,9% contra a contaminação pelas roupas. Ele também é testado conforme normas da ISO 18184 (Determination of Antiviral Activity of Textile Products) e AATCC 100 (American Association of Textile Chemists and Colorists). A durabilidade do aditivo é de 50 ciclos de lavagem, caso todas as orientações contidas na etiqueta sejam praticadas.

UL ajuda a desenvolver tecnologias de armazenamento de vacinas com nova acreditação da OMS

Artigo anterior

AssistCare lança programa de telemonitoramento

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News