GestãoInovaçãoNewsletter

FURNAS utiliza plataforma de inteligência artificial no combate à Covid-19

0

FURNAS acaba de ganhar mais um reforço no combate à Covid-19. A companhia instalou o primeiro totem em sua sede, no Rio de Janeiro, uma plataforma de inteligência artificial que, entre outras funcionalidades, fará o reconhecimento facial e aferição da temperatura corporal. Ainda em fase de testes, o projeto piloto será estendido às demais unidades da empresa posteriormente.

Inicialmente, a tecnologia será aplicada aos colaboradores que exercem funções essenciais de operação e manutenção e seguem atuando in loco para maximizar a garantia da execução destas atividades. No momento, 80% da força de trabalho está operando em regime de teletrabalho.

“Usaremos a inteligência artificial a nosso favor. As informações que a tecnologia pode nos fornecer servirão para orientar os colaboradores e a equipe médica, sugerindo teletrabalho àqueles com risco Covid-19 intermediário e informando à equipe médica sobre colaboradores com alto risco. A plataforma também vai gerar alertas de sanitização de espaços físicos e auxiliará na tomada de decisão, sugerindo momentos ideais para as ondas de retomada ao escritório físico e colaboradores a participarem das ondas sugeridas”, explica Pedro Brito, presidente interino e diretor de administração de FURNAS.

O equipamento é composto por totem de check-in com reconhecimento facial e detecção de estado febril via imagem térmica, para controle individualizado de entrada dos colaboradores e fornecedores; sistema automático de detecção de aglomerações usando imagens obtidas das câmeras de sua sede e sistema de pontuação Covid-19, em que serão definidos pontos atribuídos aos espaços físicos e aos colaboradores, baseando-se na detecção de aglomerações e no cruzamento de dados de sintomas reportados ou observados e hábitos, indicando riscos de contágio.

A tecnologia com foco em inteligência artificial e visão computacional foi desenvolvida pela Cyberlabs.Ai, especializada em soluções inovadoras para grandes empresas. Com base nestes dois atributos, a empresa criou uma plataforma web que utiliza imagens de câmeras para extrair informações gerenciais e dados relevantes para a operação. “O objetivo do sistema de gestão de risco do Covid-19 é proteger os colaboradores, garantir a execução das tarefas essenciais da nossa economia, com segurança, e uma retomada responsável das atividades. O mais moderno em imagens térmicas, visão computacional e aprendizado das máquinas estão aplicados nessa solução. FURNAS se coloca como uma impulsionadora da Inteligência Artificial para resolver problemas reais do nosso país.”, diz Marcelo Sales, Co-Fundador e CEO da CyberLabs.

Desde o início da pandemia, FURNAS já adotou mais de 50 iniciativas para o enfrentamento ao coronavírus, incluindo aquisição de materiais para prevenção, serviços, testes e tecnologia. “Além de ajudar no combate à pandemia, o investimento em inovação é fundamental para manter e perpetuar os negócios da empresa com a maximização de valor para todas as partes envolvidas. O uso de inteligência artificial irá complementar a atuação humana, auxiliando na tomada de decisões”, conclui Pedro Brito.

Startup usa inteligência artificial em drones para identificar riscos de contaminação pela Covid-19

Artigo anterior

Facens produz suportes de tablets para HC usar na comunicação entre pacientes de Covid isolados e famílias

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Gestão