terça-feira, março 5, 2024
Home News Em pesquisa, 63% dos participantes dizem preferir suplementar a modificar hábitos alimentares

Em pesquisa, 63% dos participantes dizem preferir suplementar a modificar hábitos alimentares

por Redação
0 comentário

Em um estudo realizado pela famivita, constatou-se que 63% dos participantes apontaram que preferem ingerir suplementos a modificar seus hábitos alimentares, para conquistar um objetivo de saúde. Isso é reflexo de um outro estudo realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad).

Conforme a Associação, entre setembro de 2020 e dezembro de 2022, o consumo de suplementos vitamínicos no Brasil cresceu 23,2%. Especialistas enfatizam, porém, o quanto é fundamental o acompanhamento de um profissional da área de saúde, a exemplo de nutricionistas e médicos endocrinologistas ou nutrólogos, para que a utilização seja feita com segurança e eficácia.

Recorte nacional: as mulheres e a suplementação

Relacionado ao assunto, o estudo da Famivita também revelou que, nacionalmente, as mulheres saem na frente quando se trata da suplementação. Isso porque, no recorte de dados nacionais, 63% delas disseram preferir suplementar à mudança de

hábitos alimentares, na busca por um objetivo de saúde, contra 52% dos homens. E, quando perguntadas se, no momento, elas utilizavam algum suplemento, 35% das mulheres responderam afirmativamente, contra 20% dos homens. Além disso, 80% delas afirmaram crer que suplementos melhoram a saúde; entre os homens, 52% responderam positivamente.

Outro dado interessante captado pelo estudo é que 52% das mulheres grávidas afirmaram que estão fazendo suplementação na atualidade. Na esfera das que estão tentando engravidar, esse número foi de 28%.

Suplementação e faixa etária 

A partir das informações fornecidas no recorte nacional, identificou-se também que especialmente na faixa etária dos 30 aos 34 anos, a preferência é por suplementar a modificar hábitos, com 65%. Noutra perspectiva, dos 18 aos 24 anos, 76% disseram crer que os suplementos colaboram para uma melhoria da saúde, contra 84% daqueles entre 35 e 39 anos. O estudo da Famivita foi efetuado com mais de 2.500 pessoas, entre 11 e 25 de setembro de 2023.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside