NewsNewsletter

Nexodata amplia escopo de serviços e passa a se chamar Mevo

0

Criada em 2017 como receita médica digital, a healthtech Nexodata adota novo nome e passa a se chamar Mevo, tendo como slogan de marca “mais saúde, menos complicação”. Para coroar essa nova fase, a empresa pretende lançar nos próximos meses um novo catálogo de produtos, com objetivo de dar maior escalabilidade para seu ecossistema de serviços em saúde, do qual a interoperabilidade de sua tecnologia de receita médica é seu principal diferencial competitivo.

“O avanço exponencial da telemedicina no Brasil nos últimos meses nos ajudou a melhor compreender o quanto a prescrição é o elo entre as diferentes etapas do fluxo de saúde e como a sua digitalização é um dos principais caminhos para a transformação do setor. Com isso, percebemos que existiam outras oportunidades de negócios que se conectam com a receita médica e decidimos ampliar o portfólio de produtos e a estratégia de negócios da empresa”, explica Pedro Dias, cofundador da Mevo.

Como parte das novas soluções, agora, quando o paciente recebe uma Mevo Receita Digital, além de poder usar sua receita presencialmente em qualquer farmácia do Brasil que tenha acesso à internet, ele também tem a opção de comprar seus medicamentos online. Pela interface mobile da Mevo, o paciente pode acessar, de forma segura, um ambiente digital com as mais diferentes opções de farmácias pelas quais ele consegue comprar os medicamentos prescritos pelo médico.

Ao assumir este novo posicionamento, mais alinhado ao seu propósito, a Mevo não só atualizou toda a identidade visual, verbal, cultura e posicionamento, mas trouxe o paciente para o centro de seu plano. Por isso, adotou uma estratégia de marca e negócios que prioriza promover conexões com seus públicos de forma direta e prática, por meio de uma linguagem clara. E isso também se traduz não só pela sua tecnologia Mevo Receita Digital — que, já emitiu quase 6 milhões de receitas digitais, solicitações de exames e encaminhamentos médicos para mais de 300 instituições de saúde —, mas também pelos produtos que planeja lançar em breve, prometendo descomplicar ainda mais o fluxo da prescrição médica e da gestão de grandes hospitais, operadoras e instituições do setor. Entre os clientes, estão entidades de excelência e os maiores grupos de saúde do país, como Grupo NotreDame Intermédica e Rede D’Or.

“Enquanto muito se fala sobre inovação e tecnologia, nós optamos por nos posicionar e comunicar diferente. E isso porque entendemos que a tecnologia e a inovação são de extrema importância, porém, não são o fim, mas o meio. Na prática, o que a gente fez foi dar luz ao que a Mevo entrega: estamos aqui para evoluir e descomplicar o cuidado com a saúde e bem-estar das pessoas. Mas mais do que isso, nós entregamos mais saúde e tempo para que elas vivam o melhor da vida”, explica Vinicius Lotti, head de marketing da Mevo. “Até então, havíamos percebido que o mercado de saúde tende a usar uma linguagem um tanto complexa, mesmo para os próprios profissionais, imagine para os pacientes. Por isso, optamos por uma linguagem mais humana, próxima e simples”, complementa Lotti.

No ano passado, a então Nexodata — agora Mevo — atraiu o interesse de investidores em saúde. Com isso, a empresa obteve aporte R$ 35 milhões do MELI Fund, fundo de investimentos do Mercado Livre, do Hospital Israelita Albert Einstein, Floating Point, FIR Capital e do “family office” do fundador da XP, Guilherme Benchimol. Até então, a empresa já contava com investidores como LTS Investments, de Jorge Paulo Lemann, Arpex Capital, de André Street, e os fundos de venture capital IKJ Capital e GK Ventures.

Serviço Enfermeiro na Tela visa oferecer maior acolhimento a pacientes

Artigo anterior

Samsung e CIn-UFPE criam Centro de Excelência Saúde & Bem-Estar e Inteligência Artificial

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News