quinta-feira, maio 23, 2024
Home Artigos Cirurgia robótica torna intervenções mais precisas, com melhor recuperação

Cirurgia robótica torna intervenções mais precisas, com melhor recuperação

por Samuel Okazaki*
0 comentário

Nos últimos anos vimos o quanto a medicina e a tecnologia caminham lado a lado e, muito mais do que isso, são complementares. Mas, afinal, de que forma a tecnologia atua dentro da medicina? Com a utilização de sistemas informatizados e símbolos computacionais para colaborar com a intervenção humana, ou seja, é como se fosse um assistente para os profissionais que, de fato, realizarão os procedimentos cirúrgicos.

Essa parceria já está sendo bastante difundida no meio médico, com aplicações bem diversas. Um exemplo é a cirurgia robótica que está fortemente presente durante procedimentos cirúrgicos laparoscópicos. A cirurgia robótica, também conhecida como cirurgia laparoscópica assistida por robótica, é um método minimamente invasivo, por meio do qual o cirurgião manipula um robô para realizar incisões, ressecções e reconstruções.

Esse procedimento é considerado uma evolução da laparoscopia, pois tem vantagens em relação à cirurgia aberta, sendo menos invasiva, proporcionando possivelmente menos sangramentos, recuperação mais rápida e menor tempo de internação e retorno às atividades.

Impactos e benefícios para pacientes e profissionais

Quando comparamos à cirurgia laparoscópica tradicional, a cirurgia robótica apresenta diversas vantagens como, por exemplo, maior precisão em locais de difícil acesso, melhor ergonomia ao cirurgião, movimentos mais intuitivos, visão tridimensional, oferece menor risco de infecção, o que proporciona uma recuperação mais rápida e a volta do paciente às atividades normais em um menor espaço de tempo.

 Porém, é importante entender que os robôs cirúrgicos atuais não conduzem nenhum movimento sozinho. O cirurgião, através de um console, é responsável por todos os movimentos executados pelo sistema robótico.

Caso algum movimento imprevisto seja realizado pelo médico, o robô aciona um comando de segurança, travando a máquina provisoriamente, assim como filtra os movimentos do cirurgião, evitando tremor e tornando-os mais delicados. 

*Samuel Okazaki é médico especializado em cirurgia minimamente invasiva (laparoscopia) e em cirurgia robótica através da Intuitive Surgical, da Vinci Surgical System. Atualmente, faz parte do corpo clínico dos hospitais Israelita Albert Einstein, Vila Nova Star, São Luiz entre outros.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside