quinta-feira, maio 23, 2024
Home Artigos Cannabis medicinal: um mercado em expansão

Cannabis medicinal: um mercado em expansão

por Lucas Schmidt
0 comentário

O mercado legal da cannabis medicinal já surfa a onda verde que se espalhou pelo mundo. Hoje no Brasil, a cannabis medicinal já movimenta bilhões, com os avanços na regulamentação do uso medicinal, se tornou mais fácil iniciar um tratamento à base de fitocanabinóides. Mas o mercado que compreende a cannabis, não abrange tão somente os medicamentos, mas também diversas outras indústrias paralelas.

Já é possível viver de cannabis medicinal legalmente no Brasil. Como é um segmento novo, precisamos criar do zero toda uma cadeia industrial, que compreende de embalagens e tecnologias para extração, até equipamentos profissionais de cultivo e acessórios para o consumo da planta em natura. Temos à frente um oceano azul para crescer e inovar.

Com a crescente legalização do consumo e comércio da cannabis em países como Alemanha, Uruguai e Canadá, o mercado de equipamentos para cultivo da planta está em plena expansão. As growshops, que são as lojas especializadas em cultivo de cannabis, tomam a frente do mercado, oferecendo soluções para pacientes e associações que queiram produzir o medicamento no Brasil.

Durante a última década nós estivemos à frente dessa batalha para facilitar o acesso ao tratamento a base de fitocanabinóides. Em 2015, quando começamos, não tínhamos nem a metade do mix de produtos que temos hoje, isso mostra o crescimento tanto do mercado quanto dos empreendedores canábicos.

De acordo com dados da Kaya Mind e da New Frontier, especializadas em pesquisa de mercado, o setor de growshops tem apresentado um crescimento significativo tanto no cenário global quanto no Brasil. Atualmente, existem mais de 40 lojas do segmento no país, e esse número está em constante expansão. O estudo aponta que o Brasil pode arrecadar até R$ 8 bilhões com tributos da Cannabis. Se for considerar toda a cadeia produtiva, este número é maior.

Os empreendedores da cannabis esperam que a decisão recente do STF sobre o porte de drogas para uso pessoal também inclua o cultivo individual de pequenas quantidades de plantas. Dessa forma, seria possível eliminar de uma vez por todas a dependência do usuário de cannabis medicinal em relação ao tráfico.

Como o mercado se comportou nos países onde o cultivo individual é permitido? Nos EUA existem mais de 1830 growshops, no Chile são mais de 225 growshops, somente na cidade de Bogotá na Colômbia existem 20 unidades, na Argentina são mais de 500 unidades incluindo lojas online e lojas físicas. E o que esses dados mostram para a gente? Mostram o potencial gigantesco que o nosso país tem para que o segmento de growshops cresça a passos largos, muito acima da média do País.

*Lucas Schmidt é empresário e CEO da Cultiva Growshop.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside