segunda-feira, julho 22, 2024
Home News Belcher e PUCMED vão produzir medicamento de canabidiol no Brasil

Belcher e PUCMED vão produzir medicamento de canabidiol no Brasil

por Redação
0 comentário

A Belcher Farmacêutica, especializada no desenvolvimento, fabricação e distribuição de medicamentos complexos, e a Productora Uruguaya de Cannabis Medicinal (PUCMED) acabam de assinar um convênio com foco na produção de fármacos à base de canabidiol no Brasil. A parceria foi firmada no último final de semana, durante a Expocannabis 2022, com a presença de Sérgio Vázquez, representante do Ministério da Agricultura do Uruguai e membro da junta diretiva do Instituto de Regulação e Controle de Cannabis (IRCCA). O convênio terá validade a partir de 2023.

Fundada em 2011, em Maringá, a Belcher Farmacêutica tem ainda duas sedes na Flórida, nos Estados Unidos, país que é o maior consumidor de medicamentos com canabidiol do mundo. Além disso, a empresa conta com parceiros estratégicos e tecnológicos no Brasil e no exterior, como Israel, Suíça, Itália, China, Índia, Rússia, Canadá, Paraguai, Uruguai e Polônia, entre outros.

Já a Productora Uruguaya de Cannabis Medicinal (PUCMED) foi fundada em 2019, na Zona Franca de Florida, no Uruguai, e conta com sede internacional em Curitiba. A empresa se consolidou como uma das grandes referências mundiais no cultivo de flores de cannabis e no fornecimento de derivados de biomassa vegetal para fins industriais e científicos. Em solo uruguaio, a produtora conta com uma área com 8 hectares para o cultivo de flores de cannabis, que seguem os mais elevados padrões globais de excelência para uso medicinal. São 11 mil metros quadrados de estufas climatizadas, com produção semihidroponia, e 5 mil metros quadrados de área aberta para cultivo orgânico desenvolvido somente com produtos autorizados pela União Europeia.

“Este consórcio será pautado no desenvolvimento de novos produtos com o objetivo de aumentar a acessibilidade de medicamentos com canabidiol para a população brasileira. Visamos garantir um produto de qualidade e com valores mais acessíveis, já que todo o processo, desde o cultivo até a formulação das receitas, será realizado pelo consórcio PUCMED-Belcher no Brasil”, conta o CEO da PUCMED, o médico Alfonso Cardozo.

Com o convênio, que contou com o intermédio da BW Trading, as empresas passam a trabalhar em parceria para o desenvolvimento do mercado brasileiro, utilizando toda a expertise farmacêutica da Belcher e a excelência na produção de flores de cannabis que transformaram a PUCMED em uma referência global. Além disso, os produtos produzidos serão introduzidos no mercado pela startup Anna Medicina Endocannabinoide, que acaba de lançar um marketplace para a aquisição de produtos com canabidiol no Brasil e vai criar os primeiros espaços físicos sobre o tema no país: na Santa Casa de Curitiba, hospital referência no Estado, e no Eco Medical Center, um ecossistema completo de clínicas e serviços médicos.

“Estamos muito orgulhosos com esse consórcio firmado com a PUCMED que vai nos permitir iniciar um novo ciclo para melhor atender os pacientes do mercado brasileiro, a partir da elaboração de medicamentos mais acessíveis, devido à solução logística do nosso país vizinho Uruguai, e seguindo os padrões de certificações internacionais e autorizações sanitárias da Anvisa”, diz o CEO da Belcher Farmacêutica, Emanuel Catori.

Cannabis medicinal no Brasil e no mundo

Atualmente, duas resoluções da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a 327 e a 660, regulam a importação e a aquisição de produtos com as propriedades do canabidiol no país, respectivamente. Uma das obrigações é a exigência de receita médica, independentemente do tipo de produto: dos óleos aos cosméticos, incluindo pomadas, bandagens e comprimidos.

Na América Latina, países como Chile, Argentina, Colômbia, México e Equador já flexibilizaram suas normas internas, em diferentes níveis, para incluir o uso medicinal da cannabis. Na Europa, Portugal, Alemanha e Bélgica são alguns dos países que já liberam o uso medicinal da planta em algum nível. Nos Estados Unidos, 35 estados regulamentaram a legalização para fins medicinais.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside