segunda-feira, maio 20, 2024
Home Artigos O papel primordial da inteligência artificial no diagnóstico e combate ao câncer

O papel primordial da inteligência artificial no diagnóstico e combate ao câncer

por Letícia Carvalho*
0 comentário

O mês de outubro é considerado mundialmente como o período marcado por
ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico do câncer de
mama. Esse é apenas um dos tipos de câncer da doença que,
infelizmente, acomete muitas pessoas, mas também é um dos que mais
mata mulheres no mundo. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer
(Inca), somente neste ano, estima-se que 66.280 novos casos da doença
sejam diagnosticados no Brasil.

E ao falar dessa comorbidade e do que têm sido feito para combatê-la,
é válido citarmos a importância da precocidade na identificação dos
tumores. E você sabia que a inteligência artificial (IA) é uma grande
aliada desses pacientes? Sim, a IA também pode salvar vidas e eu
explico.

Sem o auxílio da tecnologia certa, identificar um tumor, seja de qual
tipo for, é um processo muito difícil. Muitas vezes, o diagnóstico
pode demorar a sair ou, quando sai, o caso já se agravou. O problema é
que, deste modo, o tratamento acaba sendo mais agressivo e não tão
eficaz. O diagnóstico precoce de um tumor é, portanto, fundamental
para aumentar as chances de cura e para a utilização de tratamentos
menos invasivos.

Com os algoritmos de machine learning, por exemplo, é possível obter
diagnósticos mais precisos e facilitar a decisão sobre o melhor
tratamento a seguir. Os algoritmos ajudam ainda a estimar a evolução
da doença, ter previsões e prognósticos.

O mercado brasileiro está bem atento e bem-informado nessa evolução
tecnológica e têm investido cada vez mais no segmento da saúde. Já
existem empresas brasileiras que desenvolveram, por exemplo, exames de
biópsia que identificam a partir da IA, compara o comportamento de
genes a um banco de dados com amostras e diversos pacientes. Esses
algoritmos indicam com qual tumor há maior semelhança. Esse é um passo
grande inovador quando pensamos na prevenção não só do câncer, mas
também de outras doenças.

É importante citarmos que a inteligência artificial não faz mais parte
do futuro, ela é o presente, já está acontecendo e assim como a
empresa acima citada, outras têm dia após dia investido tempo,
recursos e os melhores profissionais em busca de melhorias para a
sociedade através da IA. É fato que o uso de inteligência artificial
está sendo usada no presente para salvar o futuro.

Há exemplos, bem-sucedidos, por exemplo, de como a IA é usada para
preservar o meio ambiente e agora a saúde e bem-estar de muitas
pessoas, mais do que nunca, está no radar dessas empresas e
profissionais. A tecnologia salva vidas de pessoas reais, resolve
problemas reais e constrói um futuro promissor para todos. E além de
tudo isso, também contribui para o crescimento de negócios e empresas.

Aqui, como empresa especialista em soluções de dados e inteligência
artificial, realmente consideramos os dados como o “novo petróleo”,
devido às inúmeras possibilidades que eles nos sugerem, desde que
trabalhados de forma assertiva e competente. Temos orgulho de fazer
parte de um ecossistema preocupado em construir uma sociedade mais
tecnológica e engajada em cuidar das pessoas.

*Letícia Carvalho é head de marketing da Dataside.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside