InovaçãoNewsNewsletter

APP School Guardian mapeia registros de vacinação contra Covid-19 com foco no retorno das aulas presenciais

0

Com o retorno às aulas presenciais nas redes pública e privada a partir deste mês, as escolas brasileiras estão às voltas com novos protocolos de segurança para garantir o bem-estar de alunos, professores e funcionários frente à nova onda de contaminação por Covid-19, Ômicron e Influenza. Principalmente de crianças, que começaram a receber a primeira dose da vacina recentemente.  

Focado em contribuir para a segurança relacionada à saúde nessa volta às aulas, o aplicativo de logística School Guardian – que controla e organiza a entrada e saída de alunos nas instituições de ensino desde 2013 – desenvolveu uma nova função: rastrear casos de Covid-19, a partir do registo do certificado de vacinação de professores, funcionários e, agora também, dos alunos, sejam eles adolescentes ou crianças.  Dessa forma, diminui-se a exposição da comunidade escolar a possíveis casos dos vírus, a escola consegue ter maior controle sanitário e fazer o mapeamento dessas informações de forma mais ágil. 

“A funcionalidade no app School Guardian consegue aumentar tanto o controle sobre a vacinação bem como a segurança para toda a comunidade escolar”, explica Marianne Vital, Co-CEO do app School Guardian. A startup já havia desenvolvido novas funções em 2020, como a autodeclaração de sintomas da Covid-19, que funciona assim: antes de levar o aluno para a escola, os pais ou responsáveis acessam o aplicativo e respondem a algumas questões importantes para identificar o estado de saúde das crianças e adolescentes, se apresentam febre ou outros sintomas da doença.  

Atualmente, a School Guardian, que é aportada pelo BMG UpTech, atende a 400 instituições de ensino em todo o país, distribuídas por mais de 20 estados. Além disso, já atravessou as fronteiras brasileiras: há usuários no Uruguai, Paraguai, Canadá e Estados Unidos. Mais de 200 mil alunos, pais ou responsáveis utilizam o aplicativo, disponível para Android e iOS. 

“Não tem lugar mais seguro no mundo do que uma escola”, afirma o CEO e co-fundador da startup, Leo Gmeiner. “Para ajudar as instituições de ensino, nosso app, permite gerenciamento logístico da escola integrado às questões de saúde, controle de aglomeração e rastreamento de contato”, diz o executivo. 

epharma conclui auditoria e conquista certificação SOC 2 Tipo II

Artigo anterior

Roost aposta em inovação omnidata para ampliar atuação em healthcare

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar