ArtigosNewsletter

Você pode estar perdendo dinheiro e nem sabe porquê

0

Quando pensamos em administração lembramos de grandes empresas e empresários dos mais diversos setores, mas quase nunca, um médico vem a nossa cabeça, e sabe porque isso acontece? Porque culturalmente, o profissional da saúde só precisa entender de saúde, mas é sabido que quando esse profissional empreendedor da saúde não investe em todas as áreas da sua clínica, é muito provável que ele esteja deixando o dinheiro escorrer pelo ralo, sem perceber.

Gestão é algo difícil, e por isso a especialização é uma necessidade, tudo isso para que a organização possa economizar nos processos, ações e nas pessoas, e desta forma minimizar os riscos e se tornar mais forte às exigências e flutuações do mercado/economia. Afinal, toda empresa deve ser formada por áreas que fomentem melhorias econômicas e financeiras, que promovam pessoas engajadas e clientes que lhe deem preferência. Se uma dessas áreas não trabalhar com o mesmo objetivo, isso significa a ruína do trabalho em conjunto.

É verdade que a área da saúde por muito tempo esteve blindada a estas percepções mais atuais de gestão, o que mais se fala é na qualidade do atendimento, mas o que mais se vê são processos amadores que resultam em uma má qualidade de atendimento. O que faz com que sua competitividade seja frágil, principalmente diante de um concorrente muito bem assessorado.

Por isso, é preciso enxergar consultórios, clínicas e hospitais como empresa que gera rentabilidade. Assim haverá espaço para atendimentos aos pacientes e geração de trabalho para muitos profissionais da saúde.

Ainda estamos numa cultura que muitos empresários não são formados e outros que não tem pessoas formadas para lhe apoiar nas decisões. Um bom empreendedordeve ter ao seu lado bons gestores, pessoas que possam desenvolver estratégias que conduzam suas equipes à colaboração e ao atendimento das metas mês a mês.

Gestão é o processo de gerir a informação e conduzir todas as áreas às melhores escolhas, atingindo seus objetivos. Em resumo, o foco sempre será conquistar clientes e gerar ganhos financeiros mas os caminhos para que isso aconteça são infinitos e devem ser escolhidos por pessoas bem preparadas, onde cada profissional fica responsável pela área que detém o conhecimento, contratando ou terceirizando setores como: marketing, financeiro, recursos humanos, jurídico e contábil. Assim, minha dica final é: não demore para tomar decisões e tente ficar à frente do concorrente. Escolha seu batalhão e faça as melhores estratégias para a conquista do mercado. Só você pode tomar esta decisão!

Maeve Nobréga, CEO e CMO da empresa Marketing e Valor.

Hilab lança exame de antígeno que detecta todas as novas variantes da Covid-19

Artigo anterior

Os desafios da implementação da LGPD na área da Saúde

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Artigos