GestãoNewsletter

Com mais de 20 mil usuários, PsicoManager automatiza processo de clínicas e profissionais de psicologia

0

De acordo com o Conselho Federal de Psicologia (CFP), existem hoje no Brasil pouco mais de 385 mil psicólogos em atividade. Embora seja um número considerável, a falta de tecnologias que facilitem e agilizem o dia a dia ainda é um problema na rotina desses profissionais.

De olho nessa demanda, o empreendedor José Guilherme Honorato lançou, em 2015, o PsicoManager , ferramenta completa de gestão de clínicas e consultórios, que trabalha na digitalização de processos, incluindo o agendamento online de pacientes e organização financeira, permitindo que os profissionais tenham mais tempo para se dedicar aos pacientes. No entanto, os maiores diferenciais da plataforma são os prontuários customizáveis de acordo com a abordagem do tratamento; a automatização das cobranças, uma vez que muitos psicólogos têm problemas em realizar suas cobranças devido a característica do tratamento; os lembretes de sessão, que reduz as faltas dos pacientes, além da Sala Virtual integrada ao sistema, muito utilizada durante o isolamento social e o Diário das Emoções digital, em que o paciente coloca como está se sentindo e as informações vão direto para o seu prontuário eletrônico.

Com 3 mil assinantes e 20 mil usuários, a empresa registrou em 2020 um crescimento de 120% em relação ao ano anterior, com uma média de 150 novas assinaturas por mês. A expectativa é chegar a 5 mil assinantes em 2021. Parte desse crescimento deve-se à pandemia, quando muitas pessoas passaram a procurar por atendimento especializado. “A Covid-19 mexeu com a saúde mental de grande parte da população e fez muitas pessoas recorrerem a esse tipo de tratamento para conseguir conviver com a crise pandêmica e seus efeitos emocionais, aumentando consideravelmente os atendimentos com psicólogos que, por sua vez, precisaram buscar novas tecnologias para se organizar”, aponta Honorato, CEO do PsicoManager.

Para este ano, o PsicoManager está investindo na implementação de novas funcionalidades na plataforma, como Inteligência Artificial para auxiliar os profissionais no diagnóstico do paciente, e garante que serão os precursores em oferecer essa tecnologia. Outra novidade serão os recursos terapêuticos online como os realizados, por exemplo, por meio de jogos, que vão ajudar especialmente crianças e adolescentes que tratam saúde mental e possibilitará um maior engajamento do paciente no tratamento.

Para completar a lista de benefícios estão no radar, ainda, as criações do PsicoBank, que vai permitir aos psicólogos fazer transações bancárias e investimentos sem sair do seu ambiente na plataforma, e o PsiCoin, moeda virtual adquirida por meio de gamificação, que dará descontos em diversos serviços da plataforma voltados para o psicólogo.

O PsicoManager oferece cinco opções de planos de assinatura, cujos valores variam de acordo com o número de psicólogos que vão utilizá-lo, incluindo uma versão gratuita para estudantes de psicologia.

Como surgiu a ideia do negócio

Em 2013, Guilherme chegou ao consultório de sua psicóloga, que havia marcado uma outra paciente para o mesmo horário. “Embora estivesse passando por um problema pessoal e precisasse muito daquele momento, resolvi ser gentil com a outra paciente e remarcar minha consulta. Mas ali percebi algo que poderia virar negócio, porque a psicóloga não tinha nenhum controle dos seus agendamentos”, diz.

No mesmo ano, Honorato criou o MVP (protótipo do produto que deseja apresentar ao mercado como teste) da plataforma, que rodou por dois meses, inclusive com investimento no Google ADS, porém abandonou o projeto por não ver resultado imediato. Passados alguns meses, acessou o e-mail e se deparou com mensagens de potenciais clientes. Na base de dados já constavam cerca de 200 cadastros. Foi quando percebeu que a plataforma tinha potencial para crescer. O próximo passo foi implementar as features que os profissionais estavam pedindo. Após longo estudo de mercado, em 2015, o PsicoManager foi lançado oficialmente. No mesmo ano, Honorato participou do processo de aceleração pelo InovAtiva Brasil, o que permitiu estruturar melhor o negócio para o seu crescimento e expansão.

Aplicativo inédito que auxilia o controle da epilepsia é lançado por startup do Cietec

Artigo anterior

Infor anuncia Dr. Bruno Toldo como CMIO para área de Healthcare

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Gestão