News

Medilaudo irá formar subespecialistas em radiologia com foco em ressonância magnética

1

Primeira empresa de telerradiologia credenciada pelo Colégio Brasileiro de Radiologia para ministrar residência médica em radiologia e diagnósticos por imagem em nível 4 com expertise em telerradiologia, a Medilaudo Telerradiologia irá formar subespecialistas em radiologia com foco em ressonância magnética. O curso terá duração de 1 ano, de março de 2018 a março de 2019.

Segundo o diretor clínico da empresa, Gustavo Dalul Gomez, a residência médica (R-4) da Medilaudo possui um corpo docente altamente especializado e vindo das melhores escolas como USP, Santa Casa, Unifesp e Hospital do Coração, o que garante alta qualidade do curso. E será ministrado na sede da Medilaudo e nos seus hospitais credenciados.

Outra vantagem é que a residência é um R-4 geral. “O médico terá oportunidade de laudar em várias subespecialidades em conjunto como neurologia, musculoesquelético e medicina interna (tórax e abdômen, mama e cardiologia)”, destaca o médico.

Com uma capacidade operacional instalada para realizar mais de 50 mil laudos por mês, a Medilaudo hoje a empresa já realiza 15 mil laudos/mês. A emissão de laudos a distância cresce de forma progressiva no Brasil considerando a dimensão de nosso país
Enfoque na ressonância magnética

A ressonância magnética é um exame de alta complexidade, alta resolução e a metodologia diagnóstica por imagem mais avançada. Envolve multissequência de imagens, sendo que cada sequência avalia um componente específico do órgão laudado.

Na residência da Medilaudo, além do laudo convencional, o médico adquire expertise em gestão de exame e acesso a informações na área de telerradiologia. ” Torna-se muito mais difícil laudar uma imagem que veio de Manaus, por exemplo, pois muitas vezes falta informações de dados clínicos e o acesso ao prontuário do paciente está distante. Nesses casos, o médico precisa ter habilidade para obter as informações que necessita para um laudo perfeito mesmo a distância”, conclui Gomez.

A residência (R-4) da Medilaudo não tem custo para o médico e a seleção será feita por prova teórica e prática e análise curricular. A inscrição será aberta no mês de novembro no site da empresa www.medilaudo.net

Thermo Fisher Scientific lança novo sequenciador genético SeqStudio

Artigo anterior

ANS recebe projeto polêmico de planos de saúde populares

Próximo artigo

1 Comentário

  1. Parabéns pela matéria sobre a medilaudo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News