News

Unifesp e Fundação Tide Setubal farão mapa da desigualdade do coronavírus em São Paulo

0

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Fundação Tide Setubal elaborarão uma pesquisa para monitorar, mapear e avaliar a desigualdade entre diferentes classes sociais na forma de propagação, adoecimento e nas consequências do espraiamento do coronavírus ao longo de 2020. O edital para a seleção de propostas de grupos de pesquisa e/ou observatórios temáticos com sede na universidade foi lançado nesta segunda, 23 e o prazo para recebimento das propostas se encerra em 2 de abril. As escolhidas serão financiadas com recursos no valor global de 160 mil reais, oriundos de acordo de cooperação entre as duas instituições.

A pesquisa tem o objetivo de elaborar estudos e propostas técnico-científicas para avaliação dos impactos da pandemia de Covid-19 na Região Metropolitana de São Paulo, com foco nas áreas de maior vulnerabilidade. Ela será realizada concomitantemente ao alastramento da pandemia. Deverão ser pesquisados e comparados territórios com diferentes perfis econômico e social na região metropolitana, por meio de recortes temáticos, caracterizando as situações de maior risco, iniquidade e vulnerabilidade, com análise crítica.

O período para execução é de oito meses, com entregas parciais a cada dois meses. Mais informações sobe os recortes e temas-problemas de investigação sugeridos, a submissão da proposta e os critérios de julgamento podem ser obtidas no edital

COVID-19: Anahp alerta sobre confisco de insumos

Artigo anterior

Camex zera Imposto de Importação de mais 61 produtos para combate ao coronavírus

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News