segunda-feira, julho 15, 2024
Home Gestão Farmácia inteligente requer otimização de processos e análise de dados, diz especialista

Farmácia inteligente requer otimização de processos e análise de dados, diz especialista

por Redação
0 comentário

O setor farmacêutico é um dos mais prósperos e, ao mesmo tempo, competitivos do varejo brasileiro. Com o crescimento anual se mantendo na casa dos dois dígitos há duas décadas — no ano passado, o aumento foi de 16,2% —, o segmento, no entanto, exige dos empreendedores boas doses de estratégia, tecnologia e gestão eficiente. A falta de inovação, por exemplo, pode fazer com que marcas tradicionais percam espaço para novos e disruptivos players no mercado, enquanto o desconhecimento das práticas e processos do setor pode ser um desafio para as novas empresas.

Para manter sua posição e maximizar os lucros, é fundamental adotar uma abordagem estratégica e transformar sua farmácia em uma “farmácia inteligente”, focando na otimização de processos, tecnologia, treinamento e desenvolvimento da equipe, marketing e vendas, monitoramento de resultados, parcerias e no cumprimento das regulamentações locais e nacionais.

Guilherme Reitz, CEO e cofundador da Yungas, empresa de tecnologia especializada na gestão e comunicação de grandes redes, que atende, entre outras, marcas do segmento farmacêutico, afirma que os gestores das redes de farmácias têm priorizado cada vez mais o planejamento de longo prazo e a abordagem estratégica na administração do negócio. “Alguns dos nossos clientes do segmento têm quase 500 lojas”, conta. “É impossível garantir o crescimento sustentável de uma rede desse porte sem um olhar estratégico para cada uma das unidades e também para o todo; investindo em práticas que otimizem processos, economizem recursos, desenvolvam a equipe e engajem os franqueados.”

A revisão dessas práticas deve ser contínua: é necessário dedicar tempo e recursos para implementar estratégias e monitorar os resultados com frequência. Além disso, para atender às necessidades do mercado, em constante evolução, e também alinhar as práticas da rede com os objetivos do negócio, é importante estar aberto a mudanças e adaptações.

Abaixo, com a ajuda dos especialistas da Yungas, são listadas cinco práticas para transformar sua farmácia em uma Farmácia Inteligente – e potencializar os lucros da rede:

Otimizar processos

A otimização de processos é uma estratégia fundamental para aumentar a eficiência operacional e reduzir custos. Afinal, é essencial que o empreendedor entenda como os processos atuais da sua empresa estão estruturados — o que está funcionando bem e o que precisa ser melhorado, por exemplo. A melhor maneira de fazer isso é criar um mapa dos processos da sua rede de farmácias, ou seja, uma representação visual do negócio, mostrando como os processos estão estruturados e como interagem uns com os outros. Uma vez que esse mapa esteja pronto, é possível fazer uma análise e identificar oportunidades de melhoria, incluindo a reorganização de práticas, a eliminação de tarefas redundantes e a adoção de tecnologias para automatizar tarefas manuais.

Reunir e analisar dados

Para entender exatamente como está a situação da sua rede de farmácias, e como promover melhorias, é preciso gerar e analisar dados. Por exemplo, você sabe quais medicamentos têm maior demanda? É capaz de ajustar seu estoque de produtos de acordo com a saída? Você entende o comportamento dos seus clientes? Consegue criar promoções personalizadas para cada perfil de consumidor? E como você faz o acompanhamento da gestão financeira das unidades da rede?

Quando os processos estão automatizados, o tempo gasto pela equipe em tarefas manuais é reduzido — e é possível designar colaboradores para demandas mais estratégicas, como é o caso da análise de dados e métricas. Outra ação que contribui tanto para a otimização de processos quanto para o estudo dos dados é o uso de uma ferramenta única de gestão para a rede, o que possibilita ter todo o histórico de informações, de diversos processos, em uma só plataforma – e, a partir daí, acompanhar o desempenho do negócio, fazer análises e verificar tendências.

“Além de economizar tempo, gestores de redes de farmácias precisam de acesso em tempo real a informações estratégicas”, explica Reitz. “Poder contar com relatórios, métricas, dashboards de toda a rede e também de cada unidade, tudo organizado em um só lugar, favorece a tomada de decisões e potencializa os resultados da organização.”

Investir em treinamento e capacitação

Oferecer oportunidades de capacitação e desenvolvimento para seus colaboradores é um caminho para melhorar a qualidade do atendimento ao cliente, reduzir erros e aumentar a eficiência da equipe. Além disso, o incentivo ao desenvolvimento profissional dos funcionários, gerando oportunidades de crescimento e de progressão na carreira, é um fator essencial na atração e retenção de talentos. Os programas de treinamento podem ser personalizados para atender às necessidades específicas da sua rede de farmácia, e podem incluir capacitações em vendas, atendimento ao cliente, gerenciamento de estoque, habilidades de liderança, e muito mais. É importante oferecer treinamento regularmente e monitorar o progresso da equipe, para garantir que as capacitações estejam contribuindo para os objetivos estratégicos da sua rede de farmácia.

Ser estratégico no marketing

Uma das maneiras mais eficazes de criar uma estratégia de marketing e vendas é segmentar o público-alvo: ao entender as necessidades e preferências do consumidor, é possível criar campanhas personalizadas, que são mais eficazes na atração e retenção de clientes. Também é possível usar a segmentação para oferecer serviços exclusivos e personalizados; como programas de fidelidade, entrega em domicílio, e pacotes de produtos individualizados para atender necessidades específicas de cada público. E, claro, no caso das farmácias que operam em rede, também é essencial garantir o engajamento das unidades nas campanhas criadas pela empresa, evitando que as lojas percam oportunidades de vendas e de promoção da marca junto aos clientes.

Estar atento às regulamentações

Uma das regulamentações mais importantes a cumprir, no caso das companhias de farmácias, é a Lei de Vigilância Sanitária, que rege a venda de medicamentos e outros produtos relacionados à saúde. É fundamental manter registros precisos e atualizados de todas as vendas e garantir que os medicamentos estejam dentro dos prazos de validade e sejam corretamente armazenados. Além disso, é importante manter a rede de farmácias em conformidade com as regulamentações de privacidade de dados, fazendo com que todas as informações do cliente sejam mantidas confidenciais e que a empresa siga integralmente a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Ao garantir a conformidade com as regulamentações, é possível evitar multas e penalidades e manter a confiança dos consumidores e das autoridades regulatórias.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside