GestãoNewsletter

Saúde lança mais três linhas de cuidado na atenção primária

0

Para ajudar profissionais de saúde, gestores públicos e a população a identificar e tratar doenças, o Ministério da Saúde lançou mais três linhas de cuidado: dor torácica no adulto, asma e Síndrome de Infecção Congênita pelo vírus Zika (SCZ). O projeto foi desenvolvido em parceria com Instituto para Avaliação de Tecnologia em Saúde (Iats).

Os materiais estão disponíveis na plataforma interativa, que reúne orientações sobre outros temas e que descreve o fluxo assistencial mais adequado aos usuários nos diferentes pontos de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS). A coordenação da rede de atenção é feita pela Secretaria de Atenção Primária à Saúde.

As linhas de cuidado ajudam a organizar os serviços prestados pelos SUS, como explica o secretário de Atenção Primária à Saúde, Raphael Câmara. “Com o projeto, queremos padronizar e integrar ações e serviços, com foco no cuidado centrado no paciente, para qualificar o diagnóstico preciso, com rápida intervenção de condições agudas e, sempre que necessário, o encaminhamento seguro para a Atenção Especializada.”

Dor torácica no adulto

Em geral, no atendimento a usuários com queixas de dor torácica, observa-se que grande parte das causas da dor é de origem não-cardíaca. Entretanto, as equipes devem estar preparadas para fazer o diagnóstico e o adequado manejo clínico de quadros potencialmente graves. A Linha de Cuidado Dor Torácica no Adulto busca dar apoio às equipes de saúde para que consigam identificar a dor que oferece risco de vida. O material dá suporte na tomada de decisão para o encaminhamento aos serviços de urgência ou para o início de algum tratamento com especialistas.

Asma

A Linha de Cuidado da Asma apresenta informações sobre o planejamento terapêutico, descreve a avaliação clínica, o cuidado em condições especiais (pré-escolares, gestantes e idosos), fluxo de encaminhamento e acompanhamento longitudinal em todos os pontos da Rede de Atenção à Saúde. O conteúdo fornece importantes informações sobre a asma para o usuário, enfatizando “como tratar” e “onde tratar”. Já para gestores, auxilia no processo de implantação, fornecendo dados que colaboram na organização da rede de atenção à saúde, de acordo com os contextos municipais ou regionais.

Síndrome de Infecção Congênita pelo vírus Zika (SCZ)

Apresenta as medidas de prevenção, diagnóstico precoce, acompanhamento e tratamento das crianças portadoras desse agravo. O material propõe diretrizes e ferramentas para instrumentalizar o profissional de saúde da atenção primária para os cuidados dessa condição, de forma que, independentemente da complexidade do serviço em que a pessoa esteja sendo atendida, o vínculo seja mantido. O conteúdo descreve as ações de Vigilância em Saúde, o planejamento assistencial e o acompanhamento longitudinal.

A Linha de Cuidado da Síndrome de Infecção Congênita pelo vírus Zica oferece informações importantes para a criança diagnosticada, familiares e cuidadores, de forma a permitir que participem ativamente do percurso terapêutico de cuidado, assumindo o protagonismo desse processo.

O projeto

As linhas de cuidado foram desenvolvidas com base em levantamento de dados de protocolos, diretrizes e normas técnicas previamente estabelecidos pelo Ministério da Saúde e secretarias de saúde estaduais e municipais. Os materiais não só auxiliam os profissionais de saúde a elaborar estratégias de prevenção, rastreio e atenção aos pacientes, como também ajudam a população a saber quais serviços públicos deve procurar e os cuidados recomendados para cada caso e cada etapa do tratamento.

Treze temas já estão disponíveis: AVC no adulto; hipertensão arterial sistêmica; transtorno do espectro autista na criança; HIV/AIDS no adulto; obesidade no adulto; diabetes mellitus tipo 2; tabagismo; doença renal crônica; hepatites virais; puericultura; dor torácica no adulto; asma e síndrome de infecção congênita pelo vírus Zika. Outros onze estão em desenvolvimento.

Hospital dos EUA implanta sistema de IA para rastrear de câncer de cólon

Artigo anterior

Phillips desenvolve plataforma de nuvem para área de saúde

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais Gestão