NewsNewsletter

Com parceria do Mercado Pago, Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo avançam com pagamento com Código QR

0

Novos meios de pagamentos digitais, como links de pagamento e QR Code, estão ganhando cada vez mais espaço no dia a dia dos brasileiros. De acordo com o Mercado Pago – entre março de 2020 e abril de 2021 -, mais de 21 milhões de pessoas testaram pagamentos online pela primeira vez no Brasil.

Diante desse cenário, grandes empresas já estão se movimentando para aderir essa nova realidade. A rede de Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo, ambas do Grupo DPSP, acabam de firmar parceria com o Mercado Pago, maior fintech da América Latina, para oferecer pagamentos com Código QR. Com isso, os clientes terão mais opções de pagamento. Para pagamentos com Código QR, o usuário poderá escanear o código que estará na tela do caixa, pagar com Mercado Pago, e usufruir das ofertas da Central de Descontos.

De acordo com Rodrigo Furiato, head de carteira digital do Mercado Pago, as contas digitais ajudam a levar inovação em pagamentos para mais pessoas e cada vez mais setores, como o farmacêutico. “Os novos meios de pagamento são grandes aliados do varejo e dos clientes, que estão cada vez mais aderindo novidades, como o QR Code. Nosso objetivo é fomentar cada vez mais a implementação desses novos meios em grandes varejistas e o Mercado Pago quer estar lado a lado nessa empreitada para deixar o varejo físico mais digital”, explica. “Estamos felizes com a parceria com as drogarias e nossa meta é levar tecnologia e integração para uma experiência de pagamento rápida, segura e ainda mais satisfatória aos clientes”, completa.

“Estamos animados com essa parceria. Trata-se da união de forças de duas grandes empresas com o objetivo de facilitar a jornada de compra do nosso consumidor. Além de promovermos o cuidado e a orientação correta por meio de um atendimento humanizado, buscamos também estar cada vez mais integrados às novas tecnologias, garantindo sempre uma excelente experiência de compra em nossas lojas”, afirma Cristiano Hyppolito, diretor de Tecnologia e Digital do Grupo DPSP.

 

Open banking: quais as perspectivas de melhora para a classe médica?

Artigo anterior

Startup brasileira usa tecnologia para desburocratizar a saúde e o bem-estar masculino

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News