InovaçãoNewsletter

Programa de aceleração de startups seleciona duas empresas de saúde e bem-estar

0

A Lincon Health, empresa catarinense especializada em  ciência de dados comportamentais aplicada ao tratamento de doenças crônicas, e a gaúcha Clic Health ID, fornecedora de algoritmos médicos e inteligência artificial para predição de riscos à saúde, foram as duas startups da área de saúde selecionadas pelo Programa de Aceleração de Startups do Panvellabs, laboratório de inovação do Grupo Panvel.

A empresa também divulgou outras quatro selecionadas na primeira edição do programa, cujo foco são empresas inovadoras dos segmentos de saúde e bem-estar, experiência do cliente e inteligência operacional. Foram escolhidas a Harmo, de Florianópolis, do segmento de construção de confiança com o consumidor e conversão de vendas; a Proffer, do Rio de Janeiro, que fornece sistema de gestão inteligente de preços e descontos para farmácias; a Diamond Bigger, de Vitória, desenvolvedora de uma plataforma como foco na gestão de estoques; e a Stack, de Belo Horizonte, empresa inteligência analítica para extração de dados.

“Após três dias intensos de pitch day com as 30 startups semifinalistas do programa de aceleração, o time de avaliadores especialistas, junto com profissionais das mais diversas áreas de negócios e o time do Panvellabs, recomendaram as selecionadas ao comitê de inovação, que determinou a primeira turma de aceleradas”, explicou o Head de Inovação do Panvellabs, Fabio Toffoli Machado.

As startups selecionadas serão acompanhadas de perto e receberão mentoria e consultoria especializada para o desenvolvimento e o aprimoramento em seis pilares: produto, mercado, capital, time, gestão e canais. O programa tem duração de aproximadamente cinco meses e valoriza a inovação aberta e a nova geração de empreendedores, identificando soluções com impacto para a sociedade.

A gaúcha Clic Health ID propõe solução baseada em algoritmos médicos certificados e inteligência artificial que estratifica o risco de saúde com dados personalizados e gera predições quanto ao risco de desenvolvimento de comorbidades, agravamento de doenças já existentes ou riscos de internação.

“Com o programa de aceleração, avançamos no relacionamento com startups, avaliando suas soluções, gestão, mercado e demais pilares que integram a nossa proposta, de forma que possamos coconstruir seu sucesso e participar, inclusive, como sócios num futuro próximo”, complementa o diretor de TI da Panvel, Alexandre Arnold.

O Panvellabs é o braço de inovação do Grupo Panvel e atua em outras frentes além do Programa de Aceleração de Startups: o Programa de Conexão com Startups, o Comitê de Inovação, o Programa de Intraempreendedorismo e o Programa Ativadores. O Programa Conexão é uma iniciativa de inovação aberta com o propósito de, através da aproximação com startups, identificar ou cocriar soluções aderentes ao seu negócio. Hoje já são 240 startups catalogadas e 20 conectadas ao ecossistema da Pavel.

A Panvel conta com 532 lojas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo e deve chegar a 800 lojas até o final de 2025. Os investimentos no ecossistema de saúde e inovação, na tecnologia e nos canais digitais, além da consolidação da estratégia de ESG, são alguns dos corredores de crescimento alinhados à visão de futuro da empresa.

Viveo adquire a Boxifarma e amplia investimento em serviços ao paciente

Artigo anterior

Sistema de saúde municipal tem melhorias após pesquisa com usuários

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar