terça-feira, junho 18, 2024
Home News Empresa brasileira de telemedicina abre operação nos Estados Unidos

Empresa brasileira de telemedicina abre operação nos Estados Unidos

por Redação
0 comentário

Problemas enfrentados para obter atendimento médico são queixas frequentes de pessoas em relação a demora e qualidade dos serviços. A Rapidoc Telemedicina, administrada pelos sócios Ivan Martins (CEO) — à esq. na foto — e Lucas Bach (CTO/COO), criou um sistema no qual o usuário é atendido de forma ágil através de videochamada, com espera de no máximo 15 minutos para a consulta. Após esse período, o usuário recebe pelo celular a receita médica, atestado ou solicitação de exames.

Lançada em 2015 para oferecer serviços de atendimento médico domiciliar, conectando médicos e pacientes através de um aplicativo, a Rapidoc ficou conhecida na época como o  “Uber dos médicos”. O negócio não deu o resultado esperado, mas rendeu muitos contatos e chamou a atenção de investidores. A empresa ganhou aceleração e investimento entre mais de 200 startups em 2017.

Durante o início da pandemia da Covid-19, a Rapidoc foi tomando outro formato. Com a liberação da telemedicina, os empresários viram na necessidade de atendimentos médicos à distância uma grande oportunidade. Foi então que decidiram mudar o seu público-alvo, passando a oferecer serviços de telemedicina para empresas. O modelo de negócio atual trouxe novo patamar à telemedicina.

Através da plataforma, empresas — chamadas de parceiros — podem revender os serviços de atendimento médico para seus colaboradores, por valores abaixo do mercado. Os planos partem de R$ 5,90 por mês, com direito a consultas ilimitadas com clínico geral. Atualmente a Rapidoc oferece três planos: o Básico (atendimento com clínico geral 24h); Premium (clínico geral 24h + 12 especialidades médicas e nutrição) e Psicologia Premium (4 sessões de psicologia por mês). “Nosso serviço central consiste no usuário sempre que precisar, acessar nosso sistema e ser atendido praticamente de imediato por nossos médicos, por vídeo chamada, esperando de 5 a 15 minutos”, explica o CEO.

Atualmente a Rapidoc conta com mais de 200 parceiros e está presente em todos os estados do Brasil, dando cobertura para mais de 400 mil usuários e mais de 70 médicos na equipe que oferecem atendimentos com qualidade de forma humanizada. “O objetivo é dar acesso aos cuidados com a saúde a todas as pessoas, especialmente as que têm dificuldade de ver médicos nas suas regiões. Os nossos médicos são nosso maior ativo, eles tem muitas histórias de pacientes e situações em que a telemedicina mostra que faz a diferença e realmente salva vidas. É muito emocionante e nos traz uma sensação de que estamos no caminho certo!”.

Com 50 mil atendimentos realizados neste ano, a startup está prestes a iniciar uma nova fase. Martins conta que em setembro, a empresa iniciará uma nova operação nos Estados Unidos. “A Rapidoc USA dará cobertura médica 24h, através de teleconsulta, para brasileiros que vivam ou estejam em viagem pelo país. Temos equipes médicas nos Estados Unidos que permitirão aos usuários receberem receitas médicas validadas lá.” Também está programada para o mês de outubro a inauguração de uma nova operação na Inglaterra.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias