quinta-feira, maio 30, 2024
Home Inovação brain4care realiza curso de simulação realística sobre tecnologia não invasiva de monitoramento do risco de Hipertensão Intracraniana

brain4care realiza curso de simulação realística sobre tecnologia não invasiva de monitoramento do risco de Hipertensão Intracraniana

por Redação
0 comentário

A brain4care realizará o curso “Monitoramento não invasivo da complacência intracraniana no PA e UTI no dia 4 de maio, como parte da grade de capacitação da 16º edição do Congresso Brasileiro de Estereotaxia e Neurocirurgia Funcional, que acontece em Florianópolis (SC). As aulas presenciais serão ministradas pelo intensivista Carlos Nassif, gerente médico da brain4care, e a enfermeira Elaine Peixoto, especialista do conhecimento da brain4care. Para participar do curso não é necessário inscrever-se no congresso e os alunos ainda poderão visitar a área de exposição do evento.

O curso é voltado, principalmente, a médicos que atuam no Pronto Atendimento (PA) e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), como intensivistas, neurocirurgiões e neurologistas. E também está aberto a médicos de outras especialidades que se interessem pelo tema.

A tecnologia brain4care auxilia a equipe médica no PA e UTI, sugerindo ou negando possíveis episódios de hipertensão intracraniana na triagem de pacientes com suspeita ou risco de hipertensão intracraniana, e no monitoramento do risco de hipertensão intracraniana ao longo do tempo, acompanhando a progressão e regressão de edema encefálico no cuidado beira leito.

Com o curso “”Monitoramento não invasivo da complacência intracraniana no PA e UTII”, os participantes terão a oportunidade de conhecer e se atualizar em relação a um recurso inovador, cada vez mais utilizado em UTIs e pronto atendimentos de hospitais, além de clínicas e consultórios, vivenciando o uso da tecnologia na prática. O programa do curso inclui toda parte teórica de funcionamento e aplicação fisiológica da tecnologia, seguido de prática composta por uso da tecnologia e simulação realística.

Na simulação realística, os alunos atendem em um cenário de UTI que traz um paciente com acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico (interpretado por um ator). A simulação conta com a tecnologia brain4care e também com outros recursos disponíveis nesse ambiente multimodal hospitalar. Ao final do atendimento, todos participam do debriefing, com discussões e reflexões sobre o caso para revisar e consolidar o aprendizado.

Antes da simulação realística, os participantes contam com a parte teórica do curso, que aborda temas sobre fisiologia, complacência e hipertensão  intracraniana, além de discussão de casos clínicos, para que os participantes entendam como acontece o manejo do paciente na UTI, sendo que a maior parte de tempo do curso é dedicada às atividades práticas. Além da simulação realística, os alunos realizam entre eles (peer to peer), o monitoramento não invasivo da pressão e complacência intracraniana utilizando a tecnologia brain4care. Nesta etapa, os participantes posicionam o sensor na cabeça do colega, com ajuda de uma banda de fixação. Os dados capturados são enviados via internet para a nuvem brain4care, processados por algoritmos e devolvidos no formato de relatório, na tela de um computador, tablet ou smartphone para interpretação médica.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias