Home Inovação Embratel usa IA para monitoramento em tempo real de pacientes

Embratel usa IA para monitoramento em tempo real de pacientes

por Redação
0 comentário
A Embratel anuncia o lançamento do Smart Health Assistant, solução de Inteligência Artificial que permite otimizar a gestão hospitalar e cuidados com pacientes. A nova oferta da Embratel apoia na análise e monitoramento em tempo real dos sinais vitais de pacientes em hospitais, clínicas e, também, nos domicílios. Com uso de Inteligência Artificial, integra tecnologias para gerar insights importantes para a tomada de decisões mais rápidas sobre as diversas opções de tratamento.
A partir da integração com o monitor com múltiplos parâmetros, a nova oferta da Embratel é capaz de coletar dados como pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória, temperatura corporal e saturação de oxigênio. O Smart Health Assistant envia as informações para um ambiente Cloud e, usa Inteligência Artificial para acompanhar toda a evolução dos pacientes, assim como efetuar a medição instantânea a partir da comparação com dados pré-configurados pela equipe médica. Os resultados das análises são apresentados em dashboard do sistema PAR (Plataforma de Assistência Remota), no qual a solução está baseada, que emite alertas em casos de mudanças relevantes dos parâmetros, apoiando em decisões para um cuidado mais assertivo com o paciente. Em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), por exemplo, essa função proporciona que haja a detecção precoce de alterações nos sinais vitais. Dessa forma, os especialistas podem intervir com agilidade, evitando possíveis complicações na condição do paciente.
Por meio de análises como essa, o Smart Health Assistant também consegue realizar avaliações preditivas com grande precisão sobre a ocupação de leitos e de custos assistenciais, proporcionando melhor gerenciamento de taxa de ocupação local e de recursos financeiros. Todas as coletas de dados e análises de informações utilizam tecnologias avançadas de ponta a ponta para garantir a segurança da informação.
“A Embratel está sempre em busca de soluções inovadoras para transformar e otimizar o trabalho das empresas e das instituições de saúde. Por isso, o Smart Health Assistant permite que médicos e enfermeiros acompanhem em tempo real e de forma ininterrupta o estado dos pacientes”, afirma Adriano Rosa, Diretor-Executivo da Embratel. De acordo com o executivo, muitas vidas poderão ser salvas graças ao uso da tecnologia. “É muito bom ter nossa solução apoiando médicos no acompanhamento ininterrupto de pacientes”, diz.
Para hospitais e clínicas, o Smart Health Assistant possibilita a integração com diversos leitos e disponibiliza para enfermeiros e equipes de saúde, por meio do painel de controle e de relatórios, acesso a uma central de monitoramento para observar os sinais vitais de todos os pacientes em uma única tela. Com isso, é possível diminuir o número de rondas e de tarefas repetitivas para checar o quadro clínico de quem está internado, pois as medições ocorrem de forma contínua e automatizada.
A nova solução permite automatizar tarefas rotineiras para permitir que os médicos e enfermeiros se concentrem em atividades mais estratégicas. Além da assertividade dos dados e do acompanhamento inteligente da saúde dos pacientes, ter menos trânsito de enfermeiros nos leitos diminui as chances de eventuais infecções hospitalares.
A partir das informações de previsibilidade de ocupação disponibilizadas pela solução com base em dados estatísticos e análises médicas, as equipes também podem identificar imediatamente pacientes que estão se recuperando ou os que precisam de atenção especial para definir quem pode ser transferido para quartos com menos cuidado intensivo e quem precisa de assistência crítica em áreas como UTIs. A otimização na gestão dos leitos reduz a sobrecarga do sistema de saúde, minimizando custos adicionais relacionados à falta de leitos ou à má gestão de recursos, por exemplo.
O sistema PAR armazena e analisa os dados dos pacientes. Por ser multiplataforma, seu acesso pode ser feito a partir de diversos dispositivos, como notebooks, tablets ou até mesmo smartphones. Com isso, seu uso se torna flexível, beneficiando o monitoramento de pacientes de forma remota. Inclusive, a solução pode ser usada para cuidados domiciliares. A visualização das informações em tempo real permite que sejam realizados ajustes rápidos no plano de tratamento, proporcionando um cuidado mais personalizado.
“A Embratel desenvolveu o Smart Health Assistant pensando em como apoiar o sistema de saúde para melhorar o atendimento médico, em uma jornada que pode ser chamada da Data Health. Por isso, ao unir a precisão no monitoramento dos sinais vitais dos pacientes com insights valiosos proporcionados pela Inteligência Artificial, podemos apoiar no processo de transformação digital para melhorar a experiência nos cuidados na saúde”, afirma Eduardo Polidoro, Diretor de IoT da Claro.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias