InovaçãoNewsletter

Apple cria recurso para gerenciar medicamentos pelo Apple Watch e iPhone

0

A Apple revelou uma nova ferramenta de rastreamento de medicamentos e mais recursos relacionados à saúde durante a abertura da Worldwide Developers Conference, sua conferência anual para desenvolvedores, que teve início na segunda-feira, 6, com a exibição dos novos sistemas watchOS 9 e iOS 16.

O recurso Medicamentos, disponível no Apple Watch e no iPhone no aplicativo Saúde, permite que os usuários gerenciem seus medicamentos, vitaminas e suplementos. Eles podem usar a câmera para escanear um frasco de comprimidos para importar informações e configurar horários e receber alertas para tomar seus medicamentos na hora certa.

Nos EUA, os usuários também podem receber alertas sobre possíveis interações medicamentosas se carregarem um novo medicamento que possa reagir mal com um de seus medicamentos atuais. A ferramenta também funciona com compartilhamento de saúde, para que os membros da família possam compartilhar dados de medicamentos com entes queridos juntamente com outras métricas de saúde.

A gigante da tecnologia também anunciou um novo recurso de histórico de fibrilação atrial (AFib) para o watchOS 9. O recurso, que foi recentemente liberado pelo FDA para pessoas com 22 anos ou mais que foram diagnosticadas com fibrilação atrial, permite que os usuários rastreiem quando o ritmo cardíaco mostra sinais de AFib e quais outros fatores podem contribuir, como sono, uso de álcool e exercícios. Os usuários também poderão baixar um PDF com seus dados de histórico de AFib para compartilhar com seus provedores.

Fases do sono

O Apple Watch incluirá mais ferramentas para rastreamento do sono. Usando o acelerômetro e o sensor de frequência cardíaca, os usuários poderão monitorar quando estão em sono REM (último estágio do ciclo do sono), central ou profundo e quanto tempo passam em cada estágio. Eles também poderão contribuir com esses dados para o Apple Heart and Movement Study no aplicativo de pesquisa.

A Apple revelou uma variedade de novos recursos de treino para o Watch, incluindo zonas de frequência cardíaca para monitorar a intensidade do treino e treinos personalizados, onde os usuários podem criar seus próprios planos que incluem intervalos de recuperação.

Um recurso voltado para triatletas permite que o Watch reconheça quando um usuário mudou para um novo tipo de treino, como nadar, andar de bicicleta ou correr. Além disso, o relógio agora poderá detectar quando os nadadores estão usando um kickboard durante seus treinos e rastrear sua pontuação SWOLF, a contagem de braçadas combinada com o tempo necessário para nadar um comprimento de piscina.

O novo sistema operacional também incluirá novas métricas rastreáveis ​​para corredores, incluindo comprimento da passada, tempo de contato com o solo e oscilação vertical. Os corredores podem armazenar rotas usadas com frequência e receber alertas se estiverem mantendo o ritmo anterior e quando saírem do curso.

Health Meds fecha acordo de investimento com grupo farmacêutico Profarma

Artigo anterior

Pipo Saúde e SulAmérica apostam em tecnologia para soluções mais ágeis para RH

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar