NewsNewsletter

Laboratório Sodré faz investimento de 23 milhões para atender demanda por exames toxicológicos

4

Um dos líderes do mercado brasileiro em exames toxicológicos de larga experiência, o Laboratório Sodré realizou investimentos da ordem de 23 milhões de reais em equipamentos de última geração, tecnologia digital e adequação na estrutura física com foco em aumentar a capacidade de produção frente a nova demanda do seguimento toxicológico que deverá ser aproximadamente, 500% maior até o final de 2021.

O Laboratório Sodré é um dos primeiros laboratórios no segmento toxicológico, cumprindo as exigências do DENATRAN com escopo certificado pela ISO IEC 17025 Forense e CAP Accreditation. Dispõe de inteligência logística e operacional para atuar com ficiência. Proporciona um diferencial competitivo de agilidade e confiabilidade aos seus mais de 2.000 Laboratórios credenciados por todo o Brasil.

Presente no mercado há mais 37 anos, o Laboratório Sodré se destaca por apresentar cada vez mais soluções que facilitam o dia a dia dos seus pacientes e credenciados. No primeiro semestre de 2021, o laboratório registrou um crescimento de 400% em volume de exames de larga janela de detecção batendo o recorde no número de exames realizados.

NTO

O NTO – Núcleo Tecnológico Operacional do Sodré é um dos maiores e mais moderno do país, com tecnologia de ponta composto por mais de 15 equipamentos específicos para o setor de toxicologia, com sistemas de cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC), cromatografia líquida de ultra performance e espectrometria de massas do tipo Tandem quadruplo, além de todo o sistema de automação no preparo das amostras.

Ele conta com uma área de 2.500m² e cerca de 25.000² de preservação ambiental.

O Sodré adquiriu no último mês equipamentos modernos com a capacidade de entregar os resultados dos exames em questão de segundos, “o nosso NTO, conta com que há de mais moderno no mercado, a nossa metodologia é destaque na área laboratorial. Em linha com as grandes tecnologias, o Laboratório Sodré trabalha com equipamentos que possuem sistema de ponta, que oferece confiabilidade nos resultados, agilidade nas respostas e aumento da produtividade”, explica Angela De Pietro, diretora Técnica.

Nova Lei

A Lei Federal 14.071/20, que entrou em vigor no dia 12 de abril de 2021, já está regulamentada por meio da nova Resolução 843/2021 do CONTRAN – Conselho Nacional de Trânsito e aborda modificações no Código de Trânsito Brasileiro, dentre elas, a mudança em relação à validade do exame toxicológico, por meio do toxicológico periódico.

A Lei, chamada de “Lei dos Caminhoneiros” determina que o exame toxicológico para motoristas profissional deve ser realizado a cada 2 anos e meio (ou seja, 30 meses).  A mudança na Lei do exame toxicológico é reflexo do trabalho constante do CONTRAN e dos órgãos federais responsáveis em busca do aumento de segurança nas estradas brasileiras.

A diretoria Executiva do Laboratório Sodré, Dr. Claudio Sodré e Dra. Lucelaine Sodré fizeram diversos investimentos para que a empresa continue em franca expansão.”Com a aquisição destes novos equipamentos será possível atender os nossos parceiros e pacientes de forma mais rápida. Entendemos que este era o momento de investir ainda mais. Desde 2016, temos realizado grandes investimentos e expandindo os nossos negócios, não só no setor toxicológico, mas também no setor de imunização e novos setores que estão por serem inaugurados”, comemoram.

Odontotech Dentalis oferece solução bancária para consultórios odontológicos

Artigo anterior

Aparelho ajuda a identificar consequências do hábito da pessoa dormir menos

Próximo artigo

4 Comentários

  1. Muito sucesso a essa equipe maravilhosa

  2. Infraestrutura incrível!

  3. Uma empresa com uma infraestrutura completa!

  4. Investimentos que garantem a continuidade de melhores resultados de ponta a ponta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News