NewsNewsletter

Discussão sobre cobertura de testes rápidos pelos planos de saúde é equivocada, diz fundador da Wama

0

O recurso da ANS que suspendeu a liminar que obrigava os planos de saúde a cobrir os testes rápidos de COVID-19 não abordou de forma correta a indicação dos exames sorológicos. A principal missão desses testes é mapear a presença de anticorpos na população e, assim, são essenciais para a adoção de políticas públicas de combate à pandemia.

Essa é a opinião do médico Wagner Maricondi, patologista clínico e fundador da WAMA Diagnóstica – empresa de diagnósticos e na realização de testes sorológicos no Brasil.  Segundo ele, hoje a necessidade de testes para a COVID-19 não está nem de longe atendida e somente os testes sorológicos, e o teste rápido é um deles, permitem determinar a fase da doença que uma pessoa contaminada se encontra. “Deixar de usar essa tecnologia com o argumento da má performance de alguns testes que estão no mercado ou pela má utilização do teste, esperando que ele responda a uma aplicação para a qual ele não é indicado, é impedir, equivocadamente, o uso de uma ótima ferramenta da medicina diagnóstica”.

De acordo com Maricondi, “subestimar a importância dos testes rápidos de COVID-19 é um erro, pois embora ainda haja muito a entender sobre o comportamento viral do novo Coronavírus e a resposta imunológica do indivíduo, essa é uma metodologia bem estabelecida para diagnóstico de uma série de doenças infecciosas”.

Os grandes aliados em uma situação de crise de saúde: dados e tecnologia

Artigo anterior

3M faz doações para combate à pandemia do novo coronavírus

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News