NewsNewsletter

Hospital Moinhos de Ventos é reconhecido na pesquisa Campeãs da Inovação

0

O conjunto de ações inovadoras e transformadoras colocadas em prática pelo Hospital Moinhos de Vento nos últimos anos foram reconhecidas na 18ª edição das Campeãs da Inovação, prêmio concedido pelo Grupo Amanhã, em parceria com a IXL-Center, de Cambridge. O estudo deu origem a uma lista das 50 empresas mais inovadoras do Rio Grande do Sul, do Paraná e de Santa Catarina. A instituição integra o ranking, sendo a única do segmento saúde.

Entre as ações de destaque do Hospital Moinhos de Vento, está a criação do Centro de Inovação Atrion, em 2021, com o objetivo de gerar e ampliar novas possibilidades na área da saúde a partir de tecnologias, serviços, produtos e insumos. Com isso, utiliza o modelo de ecossistema de inovação para promover a colaboração entre diferentes grupos e comunidades, procurando transformar a saúde do futuro.

A gerente de Estratégia Inovação e Marketing do Hospital Moinhos de Vento, Melina Moraes Schuch, destaca que o processo de inovação da instituição está baseado em três pilares. “O primeiro é o Atrion Inside, que incentiva iniciativas internas ao apoiar ideias que possam gerar negócios sustentáveis ou propor melhorias para os processos já existentes. O segundo, Atrion Connections, busca novidades e melhorias para atender às demandas atuais e futuras a partir de conexões com startups. E por fim, o Atrion Labs faz a conexão com grandes empresas”, enfatizou.

Outra ação de notoriedade na busca de soluções no campo da inovação é que o Hospital Moinhos de Vento é o único brasileiro afiliado, desde 2013, à Johns Hopkins Medicine International. O intuito é desenvolver especialidades, monitorar e ampliar as melhores práticas assistenciais e expandir a atuação em educação e pesquisa.

O levantamento do Grupo Amanhã também apresentou as campeãs nas categorias Startups, Estatais e Filantrópicas (para empresas públicas e entidades filantrópicas), Ensino & Pesquisa (voltada para universidades e centros de pesquisa), Micro e Pequenas Empresas (MPEs) e Entidades Empresariais.

Segundo o presidente do Grupo Amanhã, Jorge Polydoro, esse ranking serve como referência e uma certificação, inclusive, para comparações entre empresas de outros países. Destacou que as palavras inovação e transformação têm estado presente no discurso de muitas organizações, mas nem todas sabem exatamente o que isso significa na prática.

“As empresas que estão sendo homenageadas são verdadeiramente inovadoras. Estão atentas aos impactos das novas tecnologias, mudanças que devem perseguir em seus processos de gestão e produção, aos conceitos de cocriação, compartilhamento e cooperação. Além da necessidade de serem ágeis, de se comunicarem e absorverem algumas das práticas e ideias disruptivas das startups e de tratar com a maior seriedade seus compromissos ambientais, sociais e de governança”, afirmou.

Metodologia

A pesquisa Campeãs da Inovação adota o Innovation Management Index, ferramenta da metodologia do Global Innovation Management Institute (Gimi) aplicada pelo IXL-Center, de Cambridge, região metropolitana de Boston (EUA). O diretor geral e presidente da IXL Center, Hitendra Patel, destacou que as empresas que fizerem o bem para o planeta, para a sociedade e seus funcionários, serão respeitadas e vistas como um bom cidadão da nossa sociedade.

“Nos últimos 10 anos, essas empresas que investiram em inovação, focadas em meio ambiente, no social e em torno da governança, têm superado a maioria das empresas. Nosso objetivo é enxergar empresas que focam na inovação, mas também em greenovate, sustentabilidade e EGS”, ressaltou.

O evento também contou com o painel “Grenovate: Inovação no conceito ESG”.

Startup de especialização médica inicia operação com telemedicina no Brasil

Artigo anterior

Rede Hapvida registra mais de 1,5 milhão de teleatendimentos no Brasil

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode gostar

Mais News