sexta-feira, março 1, 2024
Home Inovação Projeto social brasileiro de tecnologia na saúde representou o Brasil no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça

Projeto social brasileiro de tecnologia na saúde representou o Brasil no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça

por Redação
0 comentário

Um projeto brasileiro de tecnologia na saúde representou o Brasil no Fórum Econômico Mundial (WEF), que aconteceu em Davos, na Suíça, em janeiro. A startup social SAS Brasil desenvolveu, ainda em 2020, no auge da pandemia de Covid-19, uma plataforma de telemedicina com uma cabine de teleatendimento para instalação em comunidades vulneráveis. O projeto que recebeu o apoio financeiro do Instituto Phi, ONG que tem como missão incentivar e desenvolver a filantropia no país.

A plataforma de telemedicina da SAS Brasil garante um acesso simples às teleconsultas, sem a necessidade de instalar aplicativos no celular, conectando profissionais de saúde e pacientes, dentro das normas de LGPD. A iniciativa viabiliza o atendimento médico e/ou psicológico online e totalmente gratuito para a população com dificuldades de acessá-los via SUS.

O projeto desenvolvido durante a pandemia inclui ainda a cabine de teleatendimento, estrutura com internet, monitor, impressora e equipamentos para aferição de sinais vitais, para instalação em comunidades vulneráveis. Vencedor de prêmios de Inovação em Saúde, o projeto foi pensado a partir de uma análise de territórios com falta de acesso à internet ou a smartphones com tecnologia para videochamadas e necessidade de espaços com privacidade para consultas.

Outro projeto desenvolvido pela SAS Brasil, que recebeu apoio do Instituto Phi em 2023, foi o Anariá – Saúde da mulher, que faz o rastreio de câncer de colo de útero, com telecolposcopias e tratamento de lesões precursoras da doença, em parceria com o SUS. A telecolposcopia e o rastreio utilizando o teste Cobas contribuem para uma detecção precoce da doença, contribuindo de maneira significativa para o prognóstico.

“Essas inovações são fundamentais na prevenção de doenças e condições crônicas de saúde e ajudam a reduzir as filas de espera e os deslocamentos de pacientes para unidades hospitalares, desafogando o SUS. É uma revolução no cuidado com a população mais vulnerável”, destaca a diretora do Instituto Phi, Luiza Serpa.

A CEO da SAS Brasil Sabine Zink foi a palestrantes do painel do WEF “The Impact Opportunity of Artificial Intelligence” (A oportunidade de impacto através da Inteligência Artificial).

“Eventos como esse reforçam a importância da inovação social e de organizações de impacto na construção de políticas públicas e validam as soluções para transformar a realidade da falta de acesso à saúde no nosso país”, ressalta Sabine.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside