terça-feira, julho 16, 2024
Home News Esgotados, médicos recorrem ao trabalho temporário nos Estados Unidos

Esgotados, médicos recorrem ao trabalho temporário nos Estados Unidos

por Redação
0 comentário

Um grupo crescente de médicos está abandonando a carreira tradicional da medicina e pegando a estrada como médicos contratados temporários nos Estados Unidos, mostra reportagem do The Wall Street Journal, publicada na terça-feira, 6. Segundo o jornal americano, sobrecarregados e exaustos, muitos no auge do trabalho e principalmente aqueles em transição para a aposentadoria estão agora construindo carreiras inteiras como “médicos de aluguel temporários”.

Cerca de 50 mil médicos, ou 7% da força de trabalho médica dos EUA, sem incluir graduados em faculdades de medicina estrangeiras, agora praticam medicina por meio de atribuições temporárias, de acordo com a CHG Healthcare, empresa americana de serviços de saúde. Isso representa um aumento de quase 90% em relação a 2015.

Ainda de acordo com dados da CHG Healthcare, muitos desses médicos estão aproveitando a crescente demanda por seus serviços, especialmente em hospitais comunitários carentes de mão de obra nos EUA. Os médicos de cuidados primários são os mais procurados, segundo o levantamento. Assim como especialistas como cardiologistas, pneumologistas, cirurgiões e oncologistas.

Médicos e agências de pessoal dizem que trabalhar em hospitais temporários normalmente pode pagar de 30% a 50% a mais do que um médico de hospital em período integral ganharia — e às vezes mais, dependendo da especialidade e localização. Um obstetra-ginecologista pode ganhar US$ 140 por hora, enquanto um médico de emergência pode ganhar até US$ 300 por hora, de acordo com Locumstory.com, um site de recursos para médicos temporários. Geralmente, o trabalho como médico temporário é feito por aqueles profissionais que estão no “gancho” para financiar sua aposentadoria e outros benefícios.

Muitos médicos dizem que mais horas e cargas maiores de pacientes, especialmente durante a pandemia, os levaram a abandonar carreiras médicas mais tradicionais. Em uma pesquisa deste ano com mais de 9.100 médicos, a maioria se descreveu como esgotada, acima dos 42% em 2018. Quase um quarto desses médicos disse que largou o emprego ou vendeu uma clínica como resultado, de acordo com o site de saúde Medscape, que realizou o estudo.

Entretanto, o trabalho temporário traz desafios para os médicos, hospitais e, principalmente, pacientes que dependem cada vez mais deles. Os médicos temporários precisam cumprir os requisitos de credenciamento e licenciamento para cada novo estado ou instalação em que praticam a medicina nos EUA. Eles geralmente obtêm cobertura por meio das agências temporárias com as quais trabalham, mas o risco de ser processado pode variar muito de estado para estado.

A prática também requer uma adaptação rápida em um novo local de trabalho, repetidamente, o que requer conhecimento profundo e flexibilidade para se adaptar rapidamente. Alguns médicos também temem que uma maior dependência de profissionais temporários possa prejudicar os pacientes, especialmente em áreas onde a continuidade do tratamento é importante, como oncologia ou obstetrícia.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside