GestãoNewsNewsletter

Aché inicia operação do armazém vertical robotizado com investimento de R$ 45 milhões

0

O Aché Laboratórios iniciou a operação de seu armazém vertical na planta industrial de Pernambuco, que está localizada no Complexo Industrial e Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho em um terreno de 250 mil metros quadrados. O espaço, que teve um aporte financeiro de R$45 milhões, conta com as mais modernas tecnologias em automação e robotização importadas da Suíça e da Alemanha, o que proporcionará a integração digital em toda a planta, desde o recebimento de insumos, armazenagem e embalagem até a expedição. O processo robotizado com uso de AGVs (Automated Guided Vehicles) e ‘transelevadores’ integrando todo o sistema produtivo é pioneiro no Estado e fortalece as iniciativas da empresa pela excelência na indústria 4.0.

Com a inauguração, os insumos farmacêuticos ativos utilizados pelo Aché e os produtos acabados produzidos pela unidade de Pernambuco passarão a ser armazenados no local. O objetivo da companhia é otimizar o processo de produção em busca de melhorias contínuas na excelência operacional. Segundo o diretor executivo de operações do Aché, Marcio Freitas, a aquisição de equipamentos de tecnologia embarcada 100% on-line e a utilização dos AGVs em sistemas integrados é algo raro de se ver em uma indústria brasileira. “Durante o nosso benchmarking para trazer a tecnologia mais moderna para esta planta, visitamos outras indústrias que possuem armazém vertical automatizado e linhas de alta performance, outras que possuem AGVs, mas somos os primeiros no Brasil a ter todas estas soluções em uma mesma planta”, comentou.

A expectativa do Aché é colocar em prática o Sistema MES (Manufacturing Execution Systems) tendo sua primeira fase implementada em 2021 e conclusão total em 2023. O sistema permitirá que a empresa tenha disponível on-line todos os dados de um lote de produto, desde a matéria prima até a sua aprovação, incluindo os dados de rastreabilidade. Outras iniciativas para a excelência na Indústria 4.0 também estão sendo adotadas em outras unidades industriais da empresa pelo país. No estado de São Paulo, a produção de medicamentos líquidos na cidade de Guarulhos (SP) já é 100% automatizada desde 2007 com processos de fabricação e limpeza dos equipamentos e linhas de transferência realizados por meio de receitas eletrônicas gerenciadas por software e interface homem máquina (IHM).

Na outra unidade presente no Estado, na cidade de São Paulo, o Aché também utiliza equipamentos específicos para a produção gerenciados por receitas eletrônicas.

Grupo Alliar lança marketplace de saúde

Artigo anterior

Com uma estratégia de aquisições, Afya Educacional apresenta crescimento em 2020 2020

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais Gestão