News

EMBRAPII desenvolve equipamento para filtrar ar de hospitais de campanha e UTIs

0

Com o aumento da demanda em unidades de saúde devido à pandemia de Coronavírus, diversos hospitais de campanha estão sendo montados para ajudar no atendimento, porém a aglomeração de pessoas nestes ambientes pode também oferecer risco de contaminação. Pensando em buscar novas tecnologias que solucionem este problema, a EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial) e a empresa Biotecam, desenvolvem um filtro aerador para transformar o ar infectado com vírus e bactérias em ar puro.

Pesquisadores da Unidade EMBRAPII do Polo de Inovação do Instituto Federal Fluminense (IFF) estão trabalhando nesta inovação que deve ficar pronta em maio. Na prática, o sistema absorve o ar circulante em hospitais de campanha, UTIs ou outras unidades de saúde até um reservatório por onde passa por uma solução desinfetante. Após este processo de limpeza, o ar é oxigenado e devolvido ao ambiente.

“Dada a situação de emergência da pandemia, os hospitais de campanha precisarão de estruturas eficientes e móveis para purificar o ar de suas instalações”, afirma o diretor do polo de inovação do IFF, Rogério Atem de Carvalho. “O sistema de exaustão do ar vai garantir que o ambiente crítico com a presença de pacientes infectados fique com pressão levemente negativa e o ar seja “lavado” em tanques para depois ser devolvido ao ambiente descontaminado.”

O equipamento é móvel e de baixo consumo de energia, podendo se adequar e atender a demanda em diferentes espaços.

O investimento em hospitais de campanha é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), uma vez que as unidades de saúde de diversos países estão sobrecarregadas devido à pandemia da Covid-19.

Iniciativas EMBRAPII contra o Coronavírus

A EMBRAPII adotou uma série de medidas que irão contribuir para o desenvolvimento de projetos emergenciais como este com o objetivo de viabilizar soluções que unam a pesquisa ao setor empresarial. Tudo de forma rápida, flexível e sem burocracia. Veja algumas ações:

  • R$ 6 milhões destinados para startups e pequenas empresas. Desse total, R﹩ 2 milhões vieram da parceria com o SEBRAE. As tecnologias podem incluir softwares, sistemas inteligentes, hardware, peças, equipamentos médicos, entre outros;
  • O modelo tradicional da instituição, que arca com até 1/3 do valor dos projetos com recursos não reembolsáveis, foi flexibilizado. Para atender a esta demanda emergencial, o estímulo será maior e avaliado de acordo com a necessidade de cada proposta;

 

  • R$20 milhões da parceria EMBRAPII, Senai e ABDI para projetos de aplicação imediata destinados à prevenção, diagnóstico e tratamento da Covid-19. As propostas podem abordar temas como ampliação do número de respiradores; desenvolvimento de testes de detecção do vírus, equipamentos de proteção individual (EPIs), componentes de UTIs, entre outros.

SIG Covid-19 Brasil promove troca de experiências entre médicos e pesquisadores no combate à pandemia

Artigo anterior

Google Assistente agora disponibiliza conteúdo de notícias sobre o novo coronavírus

Próximo artigo

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar

Mais News