segunda-feira, julho 22, 2024
Home News Basf lança aplicativo para evitar destruição de medicamentos

Basf lança aplicativo para evitar destruição de medicamentos

por Redação
1 comentário

Evitar a destruição de medicamentos que estão em perfeitas condições de uso e que poderiam ser usados no tratamento de pessoas sem acesso a esses produtos. Essa é a principal proposta do aplicativo criado em parceria entre a Basf Farma e a startup PegMed, com base em inovação aberta, que contou com a Loomi, como startup codesenvolvedora. Segundo a Access to Medicine Foundation, cerca de 2 bilhões de pessoas não possuem acesso a medicamentos essenciais no mundo. Por outro lado, toneladas de medicamentos com data de validade reduzida são destinados à incineração todos os anos.

“Além de não existir um sistema ágil, que cumpra com as conformidades legais, que dê transparência do percurso desde a indústria farmacêutica até a entidade reconhecida como de utilidade pública recebedora, temos ainda a alta carga tributária incidente sobre as doações de medicamentos no Brasil, tributos estes isentos no caso de incineração. Assim, a incineração acaba sendo o destino mais fácil, legal e menos custoso para as indústrias farmacêuticas”, explica Fernanda Furlan, head de Regulatórios, Qualidade e Inovação de Nutrição e Saúde da Basf para América do Sul.

O descarte de medicamentos que ainda são adequados ao uso causa vários impactos para a sociedade: destrói produtos que consumiram recursos financeiros, água e energia e outros insumos em sua produção, afetam o meio ambiente pela queima e consequente geração de CO², desperdiça produtos de qualidade que poderiam tratar pessoas vulneráveis e sem acesso a medicamentos. 

A colaboração foi o meio encontrado pela Basf para democratizar a destinação desses medicamentos. “Firmamos parceria com a PegMed no desenvolvimento do aplicativo e queremos incentivar nossos clientes a participarem conosco dessa iniciativa que tem grande contribuição social e ambiental. Nosso maior objetivo é atingir a meta de zerar a incineração de medicamentos que ainda estejam em excelente condição de uso, salvando vidas de pessoas com acesso limitado a medicamentos”, comenta a Fernanda.

Jornada de inovação

A PegMed foi criada para conectar, por meio de sua plataforma, as indústrias farmacêuticas doadoras de medicamentos às entidades classificadas como de utilidade pública pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em todo o Brasil, possibilitando ampliar o número de pessoas atendidas. A entidade beneficiária da doação deve estar regular com os registros e as autorizações dos órgãos de fiscalização competentes e os medicamentos doados devem estar dentro do prazo de validade e em perfeita condição de uso. 

“Nossa tecnologia permite criar uma rede de conexão para doação e consumo responsável de medicamentos, alcançando pessoas que precisam, com toda a operação monitorada, desde a disponibilização do item até seu consumo e destinação final”, explica Rodrigo Miranda, da PegMed.

A startup Loomi fez toda a parte de design e jornada do usuário, além do desenvolvimento do APP, integrando com a solução da PegMed. “Estamos muito orgulhosos e honrados com o resultado e principalmente com o propósito do projeto. A Loomi atua como uma habilitadora de todo o processo para criar uma jornada engajante e focada no usuário. Utilizamos a tecnologia mais moderna no mercado para desenvolver um aplicativo robusto, performático e que atendesse todas as necessidades do projeto”, conta Gabriel Albuquerque, CEO da Loomi, startup que contribui na aceleração de empresas no ambiente digital.

A iniciativa da Basf vem sendo desenhada desde 2020, quando foi acionado o ecossistema de inovação da área de saúde em parceria com a Câmara Brasil Alemanha (AHK). “Acreditamos na inovação aberta e, quando decidimos atuar para minimizar a falta de acesso a medicamentos que afeta tantas pessoas, lançamos o desafio junto com a AHK e escolhemos a PegMed como parceiro”, explica Fernanda. “Agora estamos convidando as indústrias farmacêuticas que são nossos clientes estratégicos a participar das doações via aplicativo.” Como incentivo adicional, a companhia vai cobrir as taxas de uso da plataforma e oferecer desconto para a compra de seus produtos, como excipientes e ativos farmacêuticos.

Propósito

Buscar formas de democratizar o acesso a medicamentos é um pilar estratégico do negócio de Soluções Farmacêuticas da Basf global. Em todo o mundo, estão sendo realizadas ações para apoiar o desenvolvimento de medicamentos essenciais com maior eficácia e adesão ao tratamento, melhorar a formulação e o processo produtivo e aumentar a acessibilidade. “Como fornecedores de ingredientes farmacêuticos, temos um papel extremamente importante nessa cadeia e este trabalho está alinhado com nosso propósito de inspirar medicamentos para uma vida melhor. Nossa missão é ajudar a facilitar e acelerar processos conectados ao acesso à medicamentos, ajudando pessoas que realmente precisam”, considera Head Global de Acesso a Medicamentos, John M Montgomery.

As iniciativas estão alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas.

Notícias relacionadas

1 comentário

clinica de recuperação 27 de outubro de 2022 - 11:43

Muito bom seu artigo Parabéns pelas informação

Responder

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside