sexta-feira, julho 19, 2024
Home News Hospital Casa de Câncer atinge a marca de 20 transplantes de medula óssea

Hospital Casa de Câncer atinge a marca de 20 transplantes de medula óssea

por Redação
0 comentário

A Rede Hospital Casa comemora mais uma conquista em sua trajetória de excelência médica. O Hospital de Câncer, integrante do grupo, tem se destacado nos transplantes de medula óssea, proporcionando aos pacientes a tão esperada oportunidade de uma nova vida após o procedimento. Neste mês, ele atingiu a marca de 20 transplantes realizados.
Desde sua fundação, o Hospital Casa de Câncer tem se dedicado ao tratamento oncológico e, especialmente, à realização de transplantes de medula óssea. Os resultados obtidos têm sido notáveis, com índices de sucesso que confirmam a alta competência e experiência da equipe multiprofissional envolvida nesses procedimentos.

“Os pacientes são encaminhados para a equipe da nossa unidade de transplante para a primeira avaliação, após a indicação do transplante de medula óssea e a partir deste momento ele será acompanhado pela equipe multidisciplinar do hospital. Nossa unidade obteve 100% de sucesso nos transplantes realizados na unidade”, comemora Raphael Sanches Mendes, enfermeiro responsável pelo TMO da Rede Hospital Casa, exaltando o trabalho do Hospital de Câncer. “O Hospital de Câncer possui com uma equipe multidisciplinar com vasta experiência em transplante de medula óssea, que participa periodicamente de congressos nacionais e internacionais relacionados a temáticas, para trazer atualizações e novas tecnologias para nosso serviço. Além de realizar programas de treinamentos com todos a equipe multidisciplinar da unidade garantindo uma melhor qualidade de atendimento aos nossos clientes”.

“O transplante de medula óssea para alguns pacientes é sinônimo de recomeço, esperança e qualidade de vida, tendo em vista que é um procedimento, entre os que possibilitam a cura para algumas doenças hematológicas malignas, benignas e doenças autoimunes. O acompanhamento é realizado por uma equipe referência a longo prazo, sendo imprescindível, seguir todas as recomendações destes profissionais”, explica Mendes, enfermeiro responsável pelo TMO da Rede Hospital Casa que fala dos diferenciais do hospital, o cuidado 360.

“O diferencial do Hospital Casa de Câncer está na dedicação integral à saúde e ao bem-estar dos pacientes. Contamos com as mais modernas tecnologias e com um clínico completo para o tratamento oncológico totalmente integrado, em um só lugar. O hospital dispõe de ambulatório de quimioterapia, medicina nuclear, radioterapia, unidade de transplante de medula óssea, unidade de internação e centro de terapia intensiva especializada para atendimento de paciente oncológico”, detalha.

Os resultados positivos alcançados são fruto do trabalho conjunto entre médicos, enfermeiros, técnicos e demais colaboradores, que estão empenhados em proporcionar o melhor atendimento e suporte aos pacientes e seus familiares. Esse comprometimento reflete diretamente na qualidade de vida e na esperança reacendida de cada receptor de medula óssea.

Fases até o transplante

“O processo de transplante de medula óssea é divido em fases, sendo elas: consulta ambulatorial pré-transplante com a equipe multidisciplinar, mobilização, coleta de células tronco-hematopoiéticas, condicionamento, infusão das células tronco-hematopoiéticas, aplasia e recuperação celular, dia da pega, consulta ambulatorial pós-transplante com a equipe multidisciplinar. É um processo longo, mas necessário para garantir o sucesso do procedimento”, descreve o profissional, que diz em qual situação o transplante é indicado. “O transplante é proposto em casos de doenças no sangue e cânceres que não respondem satisfatoriamente a tratamentos conservadores (com medicamentos), sendo os principais: anemia aplástica grave, mielodisplasias, alguns tipos de leucemia; mieloma múltiplo e linfomas.”

Garantir apoio emocional para pacientes e familiares é outro diferencial do Hospital de Câncer. “Possuímos uma equipe multiprofissional especializada em transplante de medula óssea, dentre os profissionais que participam da equipe contamos com um psicóloga, que é a responsável pelo primeiro contato com o paciente e familiares antes do transplante. Este acompanhamento continua durante o período de internação e pós-transplante, a fim de auxiliar paciente e familiares na compreensão do processo e do tratamento”, ressalta Mendes, que finaliza destacando o propósito do hospital e de toda a equipe médica em oferecer aos pacientes e suas famílias um ponto de apoio, alguém para contar, entender suas necessidades físicas e emocionais, e ajudá-los a tomar decisões difíceis durante o tratamento. “Nossa missão não é só tratar doentes, nós encorajamos, proporcionamos conforto e promovemos uma melhor qualidade de vida, independente do estágio”, afirma.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside