terça-feira, julho 16, 2024
Home Gestão Armazenagem de medicamentos de alto custo gera ecomomia de até 40%, diz empresa

Armazenagem de medicamentos de alto custo gera ecomomia de até 40%, diz empresa

por Redação
0 comentário

A RV Ímola, empresa de logística voltada para a área da saúde que armazena e transporta medicamentos, insumos e vacinas e outros produtos para indústrias, laboratórios farmacêuticos, hospitais, clínicas e órgãos do governo federal, estados e municípios, diz que  o seu projeto de consignação tem proporcionado economia de até 40%  aos hospitais com a armazenagem dos medicamentos de alto custo.

Há cerca de um ano, quando implantou o projeto, a RV Ímola se qualificou para gerenciar a venda em consignação de remédios de alto custo de laboratórios para hospitais. O serviço consiste na negociação da empresa com os laboratórios, especificamente em relação a medicamentos oncológicos e imunossupressores. Esses medicamentos são armazenados nos galpões da RV Ímola, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, e a entrega é feita de forma imediata aos hospitais assim que surja a necessidade.

“A RV Ímola gerencia essa negociação, entre o cliente — hospitais ou operadoras de planos de saúde — e a indústria farmacêutica, os laboratórios”, explica o vice-presidente operacional Lauro Traldi. Até o momento, já utilizam o serviço dez clientes, todos em São Paulo: dois operadores (um grande hospital e uma operadora de plano de saúde) e oito laboratórios.

Traldi ressalta o ineditismo do projeto e afirma que o serviço gera uma economia de até 40% para os hospitais, que não precisam incluir na sua rotina o recebimento de remédios de diferentes fornecedores nem gastar com espaço de armazenamento. Ao terceirizarem esses serviços, os medicamentos podem ser estocados em quantidade suficiente para os terem quando precisarem, evitando também o risco de, eventualmente, um hospital esbarrar na falta de um determinado produto em um laboratório.

Com o medicamento no estoque, quando a RV Ímola recebe o pedido do hospital, a entrega é feita no mesmo dia. Mas o trabalho de logística envolve também o controle de notas fiscais e os prazos de validade: seu sistema aponta ao hospital se o medicamento estiver a 60 dias do vencimento. Todo esse serviço é desempenhado por 1.300 colaboradores que a empresa mantém em Guarulhos.

Para os laboratórios, a operação também é vantajosa, com a redução de custo logístico e de entrega. “Os prazos de entrega são sempre muito apertados, o que aumenta o custo”, diz Traldi.

Se há um ano, quando o projeto de consignado de alto custo foi anunciado, Traldi notou uma surpresa natural por parte do mercado, hoje ele vê aumentar o portifólio de clientes como resultado do trabalho da RV Ímola. “Esse tipo de operação, que envolve a saúde, tem de ter excelência, tem de ser 100% de eficácia; não cabe uma eficácia de 90%”, afirma. E aposta no crescimento do serviço: “Queremos democratizar esse formato de operação, para hospitais grandes e pequenos”, finaliza.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário concorda com o armazenamento e tratamento dos seus dados por este website.

SAÚDE DIGITAL NEWS é um portal de conteúdo jornalísticos para quem quer saber mais sobre tendências, inovações e negócios do mundo da tecnologia aplicada à cadeia de saúde.

Artigos

Últimas notícias

© Copyright 2022 by TI Inside